select ds_midia_link from midia where cd_midia = limit 1 }else{}
Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Vela: Martine e Kahena disputam bicampeonato olímpico em Tóquio

Autor - Agência Brasil
Foto do autor
- Agência Brasil Autor
Tipo Notícia

Medalhistas de ouro na Rio 2016, as brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze vão em busca de medalha nesta terça-feira (3), à 0h33 (horário de Brasília), na última regata da classe 49er FX. A disputa aconteceria na madrugada de hoje (2), entretanto devido à falta de vento precisou ser adiada. A decisão vai acontecer na Marina de Enoshima, na ilha de Enoshima.

Favoritas ao pódio, a dupla brasileira chegou à Medal Race ocupando a segunda colocação, com 70 pontos perdidos. A pontuação é a mesma das primeiras colocadas holandesas Annemiek Bekkering e Annette Duetz, que estão vencendo no critério de desempate, depois das 12 regatas já disputadas.

Ao site do Comitê Olímpico do Brasil (COB), o chefe da equipe brasileira de vela nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, o multimedalhista Torben Grael, concorda que foi o melhor a ser feito.

“É uma coisa normal. Aconteceu pouco aqui nos Jogos Olímpicos, no Rio aconteceu também. A gente depende do vento estar bom para velejar. Hoje está uma situação complicada porque primeiro o vento estava muito fraco. Depois, entrou uma frente, com possibilidade de chuva, que deixa o vento muito instável e isso não permite uma regata muito boa, fica meio na loteria. Decidir o campeonato dessa forma não é o ideal. Embora as meninas sejam muito boas em situações de clima confuso, se adaptam às dificuldades com facilidade, ter uma regata final mais técnica, é bonito para o campeonato", disse Torben.

O Brasil tem tradição na Vela. O esporte já garantiu sete ouros, três pratas e oito bronzes, totalizando 18 medalhas na história das Olimpíadas.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Alison dos Santos projeta final dos 400m com barreiras: "Estou confiante"

.
2021-08-02 12:51:00
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Alison dos Santos disputa às 00h20 desta terça-feira a final dos 400 m com barreiras dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Aos 21 anos, o brasileiro entra como um dos destaques na decisão de medalhas.

Nas semifinais disputadas no domingo, Alison quebrou pela quinta vez nesta temporada o recorde sul-americano, com 47.31, o segundo melhor tempo das três séries e a terceira melhor marca do Ranking Mundial de 2021.

+ Rebeca, Zanetti e Caio: veja fotos dos brasileiros nas finais da ginástica artística

“Estou feliz e confiante”, disse o atleta do Pinheiros, aparentemente sem sentir o peso da pressão e da responsabilidade. “Vai ser uma prova muito equilibrada e eu estou entre os candidatos a lutar por um lugar no pódio.”

A tranquilidade é uma das marcas da personalidade de Alison. Tanto que está ensaiando uma dancinha especial para comemorar um bom resultado na final.

“Chamei uns amigos meus para me ajudar na criação. Não vou adiantar, mas estou preparado para comemorar”, brincou.

Alison largará na raia 7, entre o norueguês Karsten Warholm, recordista mundial, na 6, e o catari Adderrahaman Samba, na 8. Outros favoritos ao pódio são o norte-americano Rai Benjamin (5) e Kyrom McMaster, das Ilhas Virgens Britânicas (4).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Alison e Álvaro vencem mexicanos e vão às quartas do vôlei de praia

Esportes
2021-08-02 12:42:57
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Alison e Álvaro Filho serão os representantes do Brasil nas quartas de final do vôlei de praia masculino na Olimpíada de Tóquio (Japão). A dupla avançou após vitória sobre os mexicanos Josue Gaxiola e Jose Rubio por 2 sets a 0, com parciais de 21/14 e 21/13, na manhã desta segunda-feira (2), no Parque Shiokaze, na capital japonesa.

Vôlei: Brasil vence Quênia e pega o Comitê Russo nas quartas em Tóquio

Esportes
2021-08-02 12:28:09
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Invicta na Olimpíada, a seleção brasileira de vôlei feminino venceu nesta segunda-feira (2) o Quênia por 3 sets a 0, com parciais de 25/10, 25/16 e 25/8. A partida foi realizada na Arena de Ariake, na capital Tóquio. Com o triunfo, as brasileiras encerraram a fase de grupos na primeira posição do Grupo A e, consequentemente, avançaram às quartas de final.

Na próxima fase, as brasileiras vão enfrentar o Comitê Olímpico Russo na quarta-feira (4), em horário a ser definido.

Resultados do Brasil na Olimpíada dia 10: liderança no vôlei, ginástica sem medalhas e Isaquías avança

.
2021-08-02 12:00:00
Autor Lucas Mota
Foto do autor
Lucas Mota Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Time Brasil acabou frustrando a expectativa criada por medalhas nas finais da ginástica artística, com participação de Rebeca Andrade e Arthur Zanetti, ao ficar fora do pódio no dia 10 de Olimpíada. Por outro lado, Isaquías Queiroz avançou com a sua dupla na canoagem de velocidade nos 1000m, Alison e Álvaro se classificaram no vôlei de praia e a seleção brasileira de vôlei de quadra concluiu a fase de grupos na liderança.

+ Análise: madrugada sem medalhas para o Brasil no 10º dia olímpico

A delegação brasileira amargou eliminações no vôlei de praia, com Bruno e Evandro, no tênis de mesa, no atletismo e no handebol. O POVO faz o balanço dos resultados do Time Brasil entre a noite de domingo, 1º, até a manhã desta segunda-feira, 2.

Liderança no vôlei
A seleção brasileira de vôlei de quadra feminina concluiu a participação na fase de grupos com vitória tranquila sobre Quênia. Invicta, a equipe do Brasil vai para o mata-mata como a melhor campanha da chave A.

Isaquías e Jacky avançam
A dupla de canoístas brasileiros Isaquias Queiroz e Jacky Godmann está na semifinal da canoagem. Competindo pela categoria C-2 sprint, em corrida de 1.000 metros, eles ficaram em primeiro na bateria das quartas de final na Olimpíada de

Com Rebeca, Zanetti e Caio, ginástica fica sem medalhas
Rebeca Andrade terminou no quinto lugar na final do solo. Arthur Zanetti caiu na saída das argolas e ficou fora do pódio. A queda de Caio Souza no salto também tirou qualquer possibilidade de medalha. Desta forma, o Time Brasil não conseguiu notas suficientes para medalhas no dia 10 na ginástica artística.

Alison e Álvaro estão nas quartas de final
Alison e Álvaro venceram os mexicanos Gaxiola e Rubio, em confronto válido pelas oitavas de final do vôlei de praia masculino. A dupla brasileira sobrou na partida com uma vitória consistente por 2 sets 0 e parciais de 21 a 14 e 21 a 13.

Evandro e Bruno se despedem
A dupla Bruno Schmidt e Evandro Oliveira perdeu nas eliminatórias do vôlei de praia na Olimpíada de Tóquio. Com o resultado a favor da Letônia, os brasileiros se despedem da competição.

Despedida do handebol
O Brasil entrou em quadra entre a noite deste domingo, 1°, e a madrugada desta segunda-feira, 2, pela última rodada da fase de grupos do handebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio, contra a França. Para avançar às quartas de final, as brasileiras precisavam vencer ou empatar com as francesas. Contudo, a equipe europeia triunfou por 29 a 22 e eliminou o Brasil da competição.

Brasil está eliminado no tênis de mesa
O Brasil está fora da disputa por equipes no tênis de mesa na Olimpíada de Tóquio. A equipe, com Vitor Ishiy, Gustavo Tsuboi e Hugo Calderano, perdeu a partida das quartas de final contra a Coreia do Sul na madrugada desta segunda-feira, 2.

 

Adiamento na vela
As competições de vela na Olimpíada de Tóquio previstas para esta segunda-feira, 2, foram adiadas. Devido à falta de vento, as regatas não puderam acontecer.

Brasileiras não avançam no atletismo
As brasileiras Ana Carolina Azevedo e Vitória Rosa participaram na noite deste domingo, 1°, das baterias eliminatórias dos 200 metros rasos e não conseguiram avançar de fase na competição. Carolina ficou na quinta colocação de sua prova, com tempo de 23.20, a melhor marca da temporada para a atleta. Vitória, por sua vez, atingiu a marca de 23.59 e terminou na sexta posição.

Jaqueline Ferreira fica em 12º no levantamento de peso
A brasileira Jaqueline Ferreira levantou 215kg na Olimpíada de Tóquio, mas não conseguiu marca suficiente para avançar para as finais. Desta forma, ela se despediu da competição. O ouro ficou com a chinesa Wang Zhouyu, com 270kg.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Alison e Álvaro vencem mexicanos e vão quartas do vôlei de praia

Esportes
2021-08-02 11:33:06
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Alison e Álvaro Filho serão os representantes do Brasil nas quartas de final do vôlei de praia masculino na Olimpíada de Tóquio (Japão). A dupla avançou após vitória sobre os mexicanos Josue Gaxiola e Jose Rubio por 2 sets a 0, com parciais de 21/14 e 21/13, na manhã desta segunda-feira (2), no Parque Shiokaze, na capital japonesa.