Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Pesquisa Big Data Ceará: Wagner e Roberto Cláudio têm as maiores rejeições

A governadora Izolda Cela ficou em terceiro lugar na lista dos mais rejeitados

Pesquisa Real Time Big Data, encomendada pela Record TV e divulgada nesta terça-feira, 21, mostrou a rejeição de cada um dos pré-candidatos ao Governo do Ceará. Quem lidera nesse quesito é o deputado federal licenciado Capitão Wagner (União Brasil): 42% dos entrevistados disseram que não votariam no parlamentar. O segundo mais rejeitado é o ex-prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio: 36%.

A governador Izolda Cela (PDT) aparece com 28% de rejeição, sendo seguida por Mauro Filho (PDT) - 20% -, Evandro Leitão (PDT) - 17% - Adelita Monteiro (Psol) - 16% -, e Serley Leal - 14%.

Rejeição

Capitão Wagner (União Brasil): 42%
Roberto Cláudio (PDT): 36%
Izolda Cela (PDT): 28%
Mauro Filho (PDT): 20%
Evandro Leitão (PDT): 17%
Adelita Monteiro (PSOL): 16%
Serley Leal (UP): 14%

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Intenções de voto

Na pesquisa estimulada de intenção de voto, a liderança em três dos quatro cenários também é de Capitão Wagner. Cada cenário tem um pré-candidato do PDT ao Palácio da Abolição. Quando o nome é o do ex-prefeito Roberto Cláudio, há um empate técnico: Wagner tem 40%, RC, 35%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Quem tem a segunda melhor performance entre os pedetistas é a governadora Izolda Cela. Com ela na disputa, Capitão Wagner lidera com 44%, contra 29% da chefe do Executivo.

No cenário em que o deputado federal Mauro Filho é o candidato, Wagner alcança 45% das intenções de voto, contra 19% do pedetista.

A maior diferença entre os pré-candidatos ocorre quando o nome inserido na lista é o do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Evandro Leitão. Capitão Wagner tem a preferência de 49% dos entrevistados, enquanto o deputado estadual tem 11%.

A pesquisa Real Time Big Data foi realizada por telefone, com a participação de 1.500 entrevistados, entre os dias 18 e 20 de junho. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança do levantamento é de 95% — ou seja, se for levada em consideração a margem de erro, a probabilidade de o resultado da pesquisa retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número CE-02057/2022.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar