Ainda não usa o ChatGPT? Veja 7 dicas de como começar a utilizar o gerador de texto

O ChatGPT já faz parte da rotina de inúmeras pessoas ao redor do mundo. Utilizando a plataforma da OpenAI para as mais diversas finalidades, como estudar ou trabalhar, os usuários buscam uma coisa só: resultados mais rápidos e efetivos para suas realidades. Mas para conseguir essa proeza é preciso seguir algumas técnicas essenciais e que vamos compartilhar com você nas sete dicas abaixo. Confira!

Dica 1

Seja claro e específico

É preciso ser claro e específico para evitar respostas vagas do ChatGPT
É preciso ser claro e específico para evitar respostas vagas do ChatGPT Crédito: FCO FONTENELE

Ao fazer uma pergunta ou solicitar ajuda ao ChatGPT, é preciso que você forneça informações claras e específicas para que a plataforma compreenda e vá buscar resultados que atendam às suas necessidades. Nesse sentido, quanto mais precisa for a pergunta, melhores serão as respostas que a inteligência artificial lhe devolverá.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Dica 2

Contextualize suas perguntas

Forneça o máximo de contextualização possível à plataforma
Forneça o máximo de contextualização possível à plataforma Crédito: Iryna Imago| Shutterstock

Ao fazer perguntas ao ChatGPT, não esqueça de contextualizá-las para que a plataforma consiga estruturar suas respostas ao filtrar o máximo de informações possíveis. Se você quiser que ela resgate dados do histórico da conversa, lembre-se de usar frases como "anteriormente, falamos sobre..." ou "agora, gostaria de saber...".

Dica 3

Faça perguntas adicionais

Você pode utilizar perguntas complementares ou adicionais caso não receba respostas muito precisas
Você pode utilizar perguntas complementares ou adicionais caso não receba respostas muito precisas Crédito: FCO FONTENELE

É possível que mesmo contextualizando sua pergunta, a resposta fornecida pela plataforma não atenda completamente aquilo que você queria. Pensando nisso, você pode utilizar perguntas complementares ou adicionais. Peça mais detalhes sobre aquilo que o ChatGPT lhe respondeu, solicite exemplos ou explicações. Isso pode ajudar a melhor direcionar a ferramenta para respostas mais precisas.

Dica 4

Dê o tom da conversa

Faça com que o ChatGPT se adapte à sua necessidade por meio do tom das mensagens: formal, informal...
Faça com que o ChatGPT se adapte à sua necessidade por meio do tom das mensagens: formal, informal... Crédito: FCO FONTENELE

Por padrão, o ChatGPT vai conversar com você com uma linguagem padrão, neutra. Mas nem sempre você pode querer um grau de formalidade em suas solicitações à plataforma. Então lembre-se de dar o tom da conversa, pedindo para que a abordagem da plataforma seja mais formal ou casual, a depender daquilo que você busca. Oriente o ChatGPT da maneira que você desejar.

Dica 5

Evite perguntas vagas

Quanto mais específica e direta for sua pergunta, mais útil será a resposta do ChatGPT
Quanto mais específica e direta for sua pergunta, mais útil será a resposta do ChatGPT Crédito: FCO FONTENELE

Uma das grandes dificuldades de novos usuários compreenderem a real funcionalidade do ChatGPT é na hora de formular suas perguntas. É preciso evitar perguntas que possam levar a respostas ambíguas, vagas ou genéricas. Quanto mais específica e direta for sua pergunta, mais útil será a resposta do modelo.

Dica 6

Corrija e ensine o ChatGPT

Não hesite em fornecer feedbacks ao ChatGPT sempre que preciso
Não hesite em fornecer feedbacks ao ChatGPT sempre que preciso Crédito: ChatGPT / Reprodução

Por mais complexo que seja, o ChatGPT não deixa de ser um programa de computador. Portanto, sempre que ele lhe fornecer informações incorretas, incompletas ou simplesmente não entender sua pergunta, não hesite em corrigi-lo e fornecer feedbacks. A plataforma aprende com os dados que receber, então as correções podem ajudá-la a melhorar.

Dica 7

Saiba das limitações da plataforma

Não confie exclusivamente nas informações do ChatGPT. Busque outras fontes
Não confie exclusivamente nas informações do ChatGPT. Busque outras fontes Crédito: MARCO BERTORELLO / AFP

Como descrito no item acima, a plataforma pode compartilhar informações incorretas com você. Então nunca se esqueça de buscar diversas outras fontes confiáveis de dados, como livros, revistas, profissionais da área. Conforme entendemos que o compartilhamento de informações é algo importante, é fundamental não depender exclusivamente do ChatGPT para tomar suas decisões ao publicar algo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

chatgpt openai inteligencia artificial ia ferramentas de ia ias gratuitas dicas de chatgpt chatgpt dicas

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar