Participamos do

Anitta x Leo Dias: entenda o conflito entre a cantora e o jornalista

Cantora afirmou que era ameaçada e chantageada há alguns anos; publicação sobre mãe dela motivou a confusão
12:00 | Mai. 25, 2020
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A noite desse domingo, 24, foi agitada nas redes sociais para quem acompanha o mundo dos famosos. A cantora Anitta usou a ferramenta stories do Instagram para desabafar sobre sua relação com o colunista do UOL Leo Dias, conhecido por publicar notas exclusivas sobre artistas brasileiros.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A funkeira afirmou que há anos era ameaçada pelo jornalista, mas perdeu o medo e iria falar sobre o assunto. "Faz algum tempo que eu vivo um grande dilema na minha vida. Essa semana, eu e minha equipe fomos ameaçadas por um jornalista chamado Leo Dias, por uma notícia equivocada que ele deu sobre o motivo pelo qual minha mãe tinha saído da minha casa”, afirmou.

Anitta se referia à recente polêmica em que Léo Dias disse que sua mãe teria voltado para o subúrbio do Rio de Janeiro. “Eu desmenti, ela não tá, eu dei um apartamento pra ela, vocês acompanharam essa polêmica. Ela realmente tava lá, mas não está morando", defendeu a cantora.

A artista disse que as ameaças recentes começaram após ela desmentir a publicação. Após a confusão, o colunista chegou a afirmar que não abordaria mais a vida da cantora carioca em suas matérias. “Essa será a última nota que a Coluna do Leo Dias dará sobre a vida de Anitta. Desejamos sorte a ela”, publicou na última quarta-feira.

"Ele vem ameaçando a mim e a minha equipe de vazar conversas minhas com ele, vazar áudios meus com ele. Botar a internet pra escutar áudios e prints de conversas de quando eu ainda pensava que era possível e que eu podia, eu precisava ser fonte desse jornalista, para eu não ter a minha carreira acabada, cancelada", desabafou. A cantora publicou prints de conversas para comprovar as ameaças que passou a sofrer após desmentir a publicação.

Os prints foram divulgados como forma de comprovar ameaças do colunista Léo Dias.
Os prints foram divulgados como forma de comprovar ameaças do colunista Léo Dias. (Foto: Repodução/Instagram)

Ela contou que bloqueou o colunista no WhatsApp e por isso não tinha mais prints para mostrar. Ela ainda disse que não ouvia mais áudios que tinham sido vazados por ele. “Depois dessa última ameaça, eu bloqueei ele, então não consigo mais ver coisas mais pra frente da nossa trajetória de conversas da vida, até porque eu troco de celular e não me preocupo de ficar juntando dossiê contra pessoas que eu conheço, esse não é meu caráter. Mas eu mandei pra minha assessoria e para pessoas responsáveis por isso”, declarou.

A cantora falou que ajudou o jornalista a publicar o livro Furacão Anitta e recomendou que ele procurasse ajuda para tratar da sua dependência química. “Meu assessor falava várias vezes: ‘Para de falar com ele’. Eu parava e ele começava a fazer várias notas horríveis sobre mim na imprensa, um dossiê de pessoas falando coisas horríveis sobre mim. Eu ficava arrasada com aquilo, voltava a falar com ele por medo de continuar com esse caos na minha vida”, afirmou.

Ao final da sequência de vídeos, ela disse que estava disposta a encarar as consequências de coisas que já tenha dito no passado. "Queria dizer ao Leo Dias que não importa qual o nível ou teor, ou qualquer coisa que eu tenha dito ou conversado com você, seja por medo ou seja por emoção, ou seja por chantagem ou ameaça, ou por eu ser alguém que hoje eu não sou. Coisas que eu pensava que talvez hoje eu nem pense, alguns dos áudios pelos quais ele me ameaça, tem coisa que é sei lá, quantos anos eu tinha, 18 ou 19, talvez coisas que eu já tenha até mudado de ideia. Estou disposta a me desculpar”, falou.

Anitta aproveitou a oportunidade para incentivar que outras pessoas enfrentem chantagens e ameaças. “Você que passa por isso, eu tô aqui botando a minha cara a tapa pra dizer pra você criar coragem. Eu demorei pra criar, anos e anos e anos, tô criando agora, e minha mentalidade hoje é que ninguém tem poder de destruir a nossa vida, o nosso interior, que não seja nós mesmos. A gente tem esse poder, de destruir nossa cabeça, nossa mente. Outras pessoas não têm”, garantiu.

Preta Gil

Após os stories de Anitta, a cantora Preta Gil também resolveu falar sobre o caso, em um vídeo publicado em seu IGTV. Em 12 minutos, ela desmentiu um áudio de Anitta, que teria sido vazado por Leo Dias. Preta citou uma história em que existiria um grupo de WhatsApp no qual ela, Pabllo Vittar e Gominho falavam mal de Anitta. Ela negou a existência do grupo e disse que, quando essa história veio à tona, ligou para Anitta e desmentiu, mas a funkeira preferiu acreditar em Jojo Toddynho, que lhe contou a primeira versão da história.

Sobre o áudio vazado no fim de semana, Preta disse que ficou chateada por ter sido acusada de tentar ofender Marília Mendonça. "Que eu disse que ela era gorda. Oi? Pra mim isso é a coisa mais absurda de todas. Eu nunca falei mal da Marília em lugar nenhum para nenhuma pessoa do mundo por que eu não tenho motivos para falar mal de uma mulher que eu admiro. O empoderamento feminino é uma coisa que luto há anos. Como eu, Preta, vou chamar alguém pejorativamente de gorda? É uma história tão sem propósito que me deixou muito irritada", disse.

Preta também desmentiu que tivesse aconselhado Anitta a não participar do DVD de Claudia Leitte. "Duas coisas me chamaram atenção nesse áudio. Uma que eu disse a ela pra não participar do DVD da Claudia para a Ivete não ficar chateada. Isso é mentira", afirmou.

(Com Correio 24 horas, via Rede Nordeste)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags