PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Aos 46 anos, Adriane Galisteu revela estar fazendo tratamento para segunda gravidez

Em setembro do ano passado Gasliteu revelou interrupção de inseminação artificial para fazer teste de novela

23:17 | 22/04/2019
Adriane Galisteu afirmou durante o
Adriane Galisteu afirmou durante o "Encontro com Fátima Bernardes" que está em tratamento para gerar segundo filho.(Foto: Reprodução/Instagram)

Durante o programa "Encontro com Fátima Bernardes", nesta segunda-feira, 22, a atriz e apresentadora Adriane Galisteu, de 46 anos, contou que está em processo de tratamento para a gravidez de um segundo filho. Na ocasião, os convidados discutiam a infertilidade masculina.

"Estou tentando ter o meu segundo filho, então estou fazendo tratamento, conhecendo um pouco desse universo que é gigante. No meio do tratamento, o Alexandre teve que fazer exames também. Quando chegou a vez dele, ele disse: 'Eu não preciso fazer'. Mas eu disse a ele que precisava, porque faz parte, que ele não sabia que estava tudo bem. Ele nunca tinha feito um espermograma, um ultrassom", declarou.

Sobre o procedimento, Adriane reforçou a necessidade do casal fazer o tratamento junto. "A gente tem que fazer o tratamento juntos... Mas deixa eu avisar que está tudo bem com ele... Os exames dele estão ótimos. Eu que estou correndo atrás do meu", revelou.

Em setembro do ano passado, Adriane já havia revelado o desejo de fazer inseminação artificial. Para o Jornal Extra, Galisteu contou que interrompeu processo de inseminação artificial ao ser convidada para teste da novela "O Tempo Não Para". "Não congelei óvulos porque, quando pensei nisso, meu ginecologista disse que eu estava maluca, que meus óvulos são idosos. Deveria ter congelado lá atrás. Mas vou tentar ter outro filho. Acredito que pode dar tempo e não desisto", contou.

Você pode gostar também:

<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/tiCAzwpzd1Q" frameborder="0" allow="accelerometer; autoplay; encrypted-media; gyroscope; picture-in-picture" allowfullscreen></iframe>

Redação O POVO Online