PUBLICIDADE
Divirta-se
Entrevista

"Meu sonho é que isso não seja mais notícia", diz Maju Coutinho sobre repercussão da bancada do JN

A jornalista comentou a repercussão de sua integração a bancada do Jornal Nacional

20:53 | 14/02/2019
Maju Coutinho será primeira apresentadora negra do Jornal Nacional. (Foto: Reprodução/TV Globo)
Maju Coutinho será primeira apresentadora negra do Jornal Nacional. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Anunciada como reforço no time de apresentadores do Jornal Nacional, Maju Coutinho comentou, em entrevista para o colunista do UOL Maurício Stycer, a repercussão da notícia e o fato de ser a primeira mulher negra a integrar a bancada de um dos mais tradicionais telejornais do País.

"É simbólico e, infelizmente, ainda é notícia. É uma comoção para uma população representativa do país que não se viu ainda contemplada naquela bancada", afirmou a jornalista.

"Não consegui parar para ver direito [a repercussão]. Foi um turbilhão de mensagens, não dava para acompanhar. Ouvi muitos elogios e é até assustador. Eu quero que chegue o tempo que não se fale mais nisso, que sejamos confundidos... O meu sonho é que, realmente, isso não seja mais notícia um dia", continuou.

Sobre suas influências, Maria Júlia foi questionada sobre o dia em que apareceu vestida com uma camisa contendo o nome de diversas jornalistas negras brasileiras. "São mulheres que admiro muito, são referências para mim. Eu fiz questão de mostrar minha admiração por elas e espero que daqui a um tempo não tenha espaço numa camiseta para homenagear jornalistas negras".

Além disso, Maju também comentou sobre as polêmicas envolvendo comentários racistas de participantes do BBB19. "Acho que o BBB é um microcosmo da nossa sociedade. Uma sociedade que tem racismo estrutural e isso está vindo à tona. Por mais doloroso que seja, isso é uma forma de forçar a sociedade a promover a reflexão para uma tentativa de mudança de pensamento. Eu espero que mude", finalizou.

Redação O POVO Online