PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Bolsonaro desrespeita quarentena e participa de protesto contra isolamento social e instituições

Em meio à tosse, o presidente discursou e voltou a descumprir medidas de isolamento social recomendadas por órgãos de saúde

15:43 | 19/04/2020
Autoridades do Legislativo, do Judiciário, governadores e lideranças partidárias condenaram ação do presidente; manifestações pediam fechamento do Congresso e do STF, além de intervenção militar e AI-5
Autoridades do Legislativo, do Judiciário, governadores e lideranças partidárias condenaram ação do presidente; manifestações pediam fechamento do Congresso e do STF, além de intervenção militar e AI-5 (Foto: Evaristo Sá e Sérgio Lima/ AFP)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a desrespeitar recomendações das autoridades sanitárias e participou de uma manifestação neste domingo, 19, em frente ao Quartel-General do Exército, em Brasília. Em meio à tosse, ele discursou para manifestantes contrários ao isolamento social que saíram às ruas, em diversas cidades, para protestar contra a paralisação das atividades por conta da pandemia do novo coronavírus.

Centenas de pessoas pediam intervenção militar, fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF) e retorno do Ato Institucional 5 (AI-5) responsável por ataques aos direitos individuais no período da ditadura militar. Após a chegada do presidente, os manifestantes o exaltaram com gritos de “mito” e portavam faixas com dizeres como “Intervenção militar com Bolsonaro” e “A voz do povo é soberana”. Além disso, protestaram contra o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Bolsonaro saiu do Palácio da Alvorada no início da tarde e pouco depois publicou em suas redes sociais transmissão ao vivo direto da manifestação, onde aglomeração de pessoas desafiava recomendações de distanciamento social da Organização Mundial da Saúde (OMS) e autoridades do segmento.

Clique na imagem para abrir a galeria

Recentemente, a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados deu prazo de 30 dias para Bolsonaro apresentar os resultados de dois exames que fez para detecção do novo coronavírus. O prazo foi dado pela Mesa Diretora da Casa, que aceitou requerimento de informações apresentado pelo deputado federal Rogério Correia (PT-MG).

No Twitter, um vídeo mostra o presidente em cima de um carro falando com as pessoas. “Eu estou aqui porque acredito em vocês. Vocês estão aqui porque acreditam no Brasil”, disse Bolsonaro.