PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Camilo diz que Baleia "representa processo de equilíbrio" no Brasil

Os parlamentares realizaram encontro com o governador Camilo Santana e deputados cearenses em prol da campanha para sucessão da Câmara dos Deputados

Filipe Pereira
17:49 | 13/01/2021
Baleia Rossi e Rodrigo Maia discursam no Palácio da Abolição (Foto: Aurélio Alves)
Baleia Rossi e Rodrigo Maia discursam no Palácio da Abolição (Foto: Aurélio Alves)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o seu candidato a sucessor, Baleia Rossi (MDB), estiveram na tarde desta quarta-feira, 13, ao Palácio da Abolição, sede do Governo do Estado. Eles se reuniram com o governador Camilo Santana (PT) os demais parlamentares integrantes da bancada para emplacar defesa para a candidatura Rossi para a Câmara Federal. 

Em pronunciamento, Camilo aproveitou para elogiar a gestão de Maia, classificando-o como “um grande presidente de diálogo” que conseguiu “abrir portas para o diálogo” no Brasil. O petista saiu em defesa da sucessão de Rossi, classificando o parlamentar como capaz de realizar um “debate franco” para o desenvolvimento nacional.

LEIA TAMBÉM | Baleia Rossi encontra lideranças do MDB no Ceará

“Principalmente nesse momento de pandemia que temos que vacinar a população brasileira. São ações emergenciais, urgentes e eu não tenho dúvida que o Baleia representa todo esse processo para que a gente possa dar equilíbrio nesse Brasil”, disse o chefe do Executivo estadual.


A fala foi reforçada nas redes sociais: 

O governador reafirmou o papel da Câmara dos Deputados diante do enfrentamento da Covid-19 em 2020. “Aprovou várias medidas importantes diante dessa pandemia, uma das maiores crises na história desse país, como apoio a população vulnerável, a aprovação do auxílio emergencial, projetos como o Fundeb. São ações importantíssimas que a Câmara tem desempenhado”, destacou.

Em momento de Fala, Rossi endossou seu slogan de campanha e afirmou que, caso eleito, deve assumir a presidência na busca por uma “Câmara independente e que defenda a democracia e as instituições”. O parlamentar também oficializou a junção de uma frente ampla de 11 partidos.

"Reunimos partidos que às vezes pensam diferente sobre economia, sobre papel do Estado, mas que para defender os pilares que alicerçam a democracia estão juntos, que é a defesa da democracia. Que haja equilíbrio e que a gente garanta o que está na Constituição que é a harmonia entre os Poderes”, disse Baleia.

O candidato aproveitou para reforçar uma agenda de “desenvolvimento para geração de emprego e renda”. “Nós da Câmara Federal podemos contribuir para um mais mais justo e igualitário para que os brasileiros tenham esperança de uma vida melhor”, concluiu

Sobre um possível processo de impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Maia avaliou, que apenas o "tempo vai dizer". Recentemente, o deputado subiu o tom contra o presidente, mas a abertura de um processo de impeachment está distante por enquanto.

Os pedidos já feitos, contudo, não deverão ser arquivados e devem ficar à espera do próximo chefe da Casa. Até o final da semana passada, já haviam sido protocolados cerca de 60 pedidos. O presidente lembrou do fechamento das atividades da Ford no Brasil e destacou que o momento requer um "grande debate sobre o futuro da política de desenvolvimento regional”. "A gente precisa que o Nordeste e Norte tenham a mesma estrutura de Sul e Sudeste”, disse.

Também estiveram presentes os deputados federais, José Airton (PT), Gorete Pereira (PL), Pedro Bezerra (PTB), Idilvan Alencar (PDT), Mauro Filho (PDT, reassumiu a Secretaria do Planejamento e Gestão do Governo do Estado), Genecias Noronha (Solidariedade), Aníbal Gomes (DEM, suplente de Mauro Filho), Eduardo Bismarck (PDT), Roberio Monteiro (PDT) e Denis Bezerra (PSB).