PUBLICIDADE

Pensionistas receberão pagamentos através de Fundo de Capitalização

00:00 | 18/03/2019

O Governo do Estado fez uma revisão das regras de segregação do Sistema Único de Previdência Social do Estado do Ceará (Supsec).

As alterações atingem os pensionistas do Fundo em Repartição do Estado (Funaprev) que serão transferidos para o Fundo de Capitalização Previd. As mudanças foram publicadas sexta-feira, através do Decreto 33.013.

O pagamento dos benefícios dos pensionistas será transferido e passará a ser financiado com recursos acumulados pelo Previd. As contribuições continuarão a ser calculadas de acordo com a legislação vigente e destinadas ao fundo em capitalização.

Pelo decreto, não haverá nenhuma alteração nas regras legais que fundamentaram a concessão dos benefícios. Também não poderá haver nenhum movimento inverso de transferência do Previd para Funaprev ou para o tesouro estadual.

Vale ressaltar que a Secretaria de Planejamento (Seplag) foi destacada para realizar a gestão do sistema previdenciário do estado.

Previdência

PRESSÃO PARA REFORMA

O Governo Federal corre para aprovar a reforma da previdência o mais rapidamente possível, e os estados também tentam se ajustar. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, informou no último sábado que o governo cumprirá a promessa de enviar ao Congresso a proposta de aposentadoria dos militares no dia 20 de março. A pressão tem como justificativa a busca do reequilíbrio fiscal para o País, mas é, no mínimo, irresponsável decidir o futuro de gerações sem ampla discussão com a sociedade.

Negócios

CFO ESTRATÉGICO

O administrador e economista, Wilton Daher, vice-presidente do Ibef, fará palestra na Amcham Brasil, no próximo dia 21, a partir das 18 horas. O executivo apresentará características de um CFO estratégico, ou seja: dos profissionais que avaliam as forças financeiras de um negócio. O evento será realizado na sede da entidade, na Avenida Santos Dumont.

Economia do mar

LEME BARÔMETRO PWC

O projeto de masterplan da Economia do Mar, elaborado pelo Observatório da Indústria da Federação das Indústrias (Fiec), foi destacado pela publicação portuguesa Leme Barômetro PwC, que traça um mapa de indicadores do setor. O documento será lançado oficialmente no próximo dia 20.

Dia do consumidor

SINTOMAS DE RECESSÃO

As comemorações do dia do consumidor, na última sexta-feira, mostraram bem os sintomas de um quadro recessivo. De um lado, promoções para ganhar o cliente; de outro, renegociações de dívidas para quem não está podendo pagar. Esperamos os resultados do período.

Regra de ouro

EMPRÉSTIMO PARA PAGAR CONTAS

A equipe do presidente Bolsonaro está pleiteando, junto ao Congresso Nacional, crédito suplementar no valor de R$ 248,9 bilhões. O recurso seria captado no mercado, a partir da emissão de títulos, para saldar todas as despesas do ano. O governo precisa do aval dos deputados e senadores para extrapolar o limite estabelecido pela chamada regra de ouro.

Essa não é a primeira vez que isso ocorre, mas diante da possibilidade de um caos nas contas públicas, como já foi dito pelo presidente Bolsonaro caso a reforma da previdência não seja aprovada, soa quase como uma ameaça.

 

PAGUE MENOS MIL
PAGUE MENOS MIL

NOVO CONCEITO DE VAREJO

A Pague Menos mil, instalada na Avenida Santos Dumont, apresenta um conceito diferente de varejo, com serviços de clínica médica, vacinação, laboratório, café, salão de beleza e até serviço de envio de mercadoria. O projeto realmente foge ao padrão do que se imagina de uma farmácia comum.

Aberta no dia quatro de dezembro de 2018, segundo a direção da empresa, a loja já se paga e representa um "presente dado a Fortaleza", por ser o local onde nasceu o negócio. O processo de expansão da rede continua. Ainda neste semestre deve ser inaugurada uma loja conceito na Praia de Iracema, com processos mais interligados a venda online.

E fica a pergunta: há mercado para tudo isso? Na avaliação da direção da empresa, a resposta é "não". Mesmo assim, os processos de ampliação permanecem em função da briga por espaços em relação à concorrência.

O movimento é considerado similar ao que ocorre atualmente na área de supermercados.

Neila Fontenele