PUBLICIDADE
Mundo
LUTO

Morreu o ator Martin Landau, de "Espaço 1999" e "Ed Wood"

06:38 | 17/07/2017

Martin Landau (Foto: AFP)
 

O ator americano Martin Landau, vencedor de um Oscar por seu trabalho em "Ed Wood", em 1995, morreu aos 89 anos.

Landau, nascido no bairro nova-iorquino do Brooklyn, morreu no sábado por complicações inesperadas que sofreu durante a internação de um hospital de Los Angeles, de acordo com um comunicado de seu representante, Dick Guttman.

"Estamos tomados pela tristeza ao informar da morte do icônico ator Martin Landau", explicou Guttman. "Acabara de comemorar seus 89 anos". Landau começou carreira nos palcos da Broadway, até que, em 1959, fez sua estréia no cinema pelas mãos de Alfred Hitchcock no filme "Intriga internacional", junto com Gary Grant e Eva Marie Saint.

Posteriormente participou de "Cleópatra" (1963), com Elizabeth Taylor e Richard Burton e "A maior história jamais contada" (1965).

Nesse mesmo ano, entrou para o elenco original de "Missão Impssível" no papel do mestre do disfarce Rollin Hand que lhe valeu um Globo de Ouro. Depois estrelou a série de ficção científica "Espaço 1999", ao lado de sua esposa Barbara Bain.

Nos anos 80 voltou ao cinema com "Tucker: um homem e seu sonho" (1988), de Francis Ford Coppola, e "Crimes e pecados", de Woody Allen. Pelos dois papéis, foi indicado ao Oscar de ator coadjuvante.

Mas conquistou a ambicionada estatueta de coadjuvante em 1995 com o biopic "Ed Wood", de Tim Burton, onde viveu o ator Bela Lugosi.
Nos últimos anos atuou em série de TV como "Entourage" e "Without a Trace".

AFP