PUBLICIDADE
Fortaleza
X BIAU

Projeto cearense é escalado para concorrer em Bienal Ibero-americana de Arquitetura e Urbanismo

Ao todo foram 194 obras escolhidas de 16 países, sendo 15 vindas do Brasil, dentre elas uma é cearense

20:38 | 23/03/2016

O projeto para o Bloco Administrativo do campus da Universidade Federal do Ceará (UFC) em Crateús, no Sertão dos Inhamuns, a 354 quilômetros de Fortaleza, é um dos brasileiros selecionados a concorrer no Paronama de Obras da X Bienal Ibero-americana de Arquitetura e Urbanismo (BIAU), em São Paulo, em julho deste ano. A escolha ds planta foi divulgada na última sexta-feira, 18.

Ao todo foram 194 obras escolhidas de 16 países, sendo 15 vindas do Brasil, dentre elas uma é cearense. Participam ainda projetos de países como Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Espanha, México, Paraguai, Peru, Portugal, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela. Ao todo foram 1.111 obras indicadas.

De acordo com o site oficial do evento, a X BIAU é uma iniciativa do Governo de Espanha e serve como uma das referências fundamentais para conhecer a situação atual e a prospectiva de arquitetura e urbanismo na comunidade latino-americana.

“Acho que a importância de termos um exemplo do interior do Ceará como representante num evento de repercussão internacional é mostrar que é possível melhorarmos a qualidade das obras que produzimos, e tentar mostrar que temos bons exemplos por aqui”, apontou o arquiteto e urbanista Bruno Braga, um dos autores da planta do Bloco Administrativo da UFC.

O projeto e a divulgação dos resultados

O projeto do Bloco Administrativo do campus de Crateús é fruto da parceria dos escritórios Rede Arquitetos, formado pelos arquitetos Bruno Braga, Igor Ribeiro e Bruno Perdigão, e Croquis Projetos, do arquiteto Custódio Santos, e é o primeiro edifício construído do campus na Cidade.

Na foto, os arquitetos da Rede Arquitetos, Bruno Braga, Igor Ribeiro e Bruno Perdigão
 

Em conversa com O POVO Online, o arquiteto Igor Ribeiro, também autor da planta, falou da felicidade em concorrer ao prêmio na Bienal. “O grupo todo ficou muito animado com a notícia e com o reconhecimento do trabalho. Só de estar participando junto de diversos outros profissionais que estudamos e admiramos também já nos deixa muitos satisfeitos”, disse.

Para avaliar os 194 projetos selecionados, os jurados internacionais de Panorama de Obra, Publicações e Teses de Doutorado se reunirão nos dias 1 e 2 de abril em Madri, na Espanha. Os resultados serão anunciados no mesmo mês.

O programa acadêmico, a apresentação do catálogo e a exposição com os resultados dos 30 projetos premiados serão expostos durante os dias 4 a 8 de julho em São Paulo.

Esses foram os 15 projetos brasileiros selecionados a X BIAU

- Arena de Handebol e Golbol dos Jogos Olímpicos Rio de Janeiro 2016, da Oficina de Arquitetos;
- Bloco Administrativo - Campus Avançado da UFC em Crateús, de Bruno Melo Braga, Igor Lima Ribeiro, Bruno Perdigão de Oliveira, Antonio Custódio dos Santos Neto e Renan Cid Varela Leite;
- Casa da Meia Encosta, de Denis Joelsons e Gabriela Baraúna Uchida;
- Casa Vila Matilde, de Terra e Tuma Arquitetos Associados;
- Edifício Vila Mariana, de UNA Arquitetos;
- FL 4300, de aflalo/gasperini arquitetos;
- Fundação para o Desenvolvimento da Educação - Escola Jardim Marisa, de SIAA e Helena Ayoub Silva & Arquitetos Associados;
- Galeria Maxita Yano - Claudia Andujar, de Arquitetos Associados;
- Minimod Catuçaba, de Mapa Arquitetos;
- Mirante do Gavião Amazon Lodge, de Patricia O'Reilly, Armando Prieto e Jean Dallazem;
- Parque Sabesp - Butantã, Cangaíba e Mooca, de Levisky Arquitetos Estratégia Urbana;
- Pavilhão Comunitário do Sertão do Córrego Grande, de César Floriano e Evandro Andrade;
- Residência na Serra das Cabras, de MMBB arquitetura e urbanismo;
- Reurbanização da Favela do Sapé, São Paulo - Desenho Urbano, por Base 3 Arquitetos;
- Vertical Itaim, do studio mk27.

Conheça melhor o projeto cearense, clicando aqui.

GLAUBER SOBRAL