PUBLICIDADE
Curiosidades
Esquecimento

Idosa de 67 anos tem 27 lentes de contato retiradas do olho no início de cirurgia

Foram encontradas 17 lentes de contato unidas pelo muco e que estavam localizadas atrás da pálpebra do olho direito

14:25 | 17/07/2017

Imagem das lentes juntas, como uma massa única, que foram retiradas no início da cirurgia
Imagem das lentes juntas, como uma massa única, que foram retiradas no início da cirurgia (Foto: Reprodução/ cortesia British Medical Journal)

Uma idosa britânica de 67 anos estava iniciando os procedimentos para uma cirurgia de catarata, no hospital Solihull, no condado metropolitano inglês, Midlands Ocidentais, quando os médicos perceberam uma grande massa estranha no olho dela. Foram encontradas 17 lentes de contato unidas pelo muco e que estavam localizadas atrás da pálpebra do olho direito. Ao procurar mais, foi encontrada uma segunda massa com mais 10 lentes de contato.

O caso ocorreu em novembro do ano passado, mas só no último dia 5 de julho foi relatado na revista médica especializada "British Medical Journal". Os médicos explicam que "a paciente usava as lentes de descarte mensal por 35 anos. Ela tinha uma visão debilitada no olho direito e olhos fundos na caixa craniana, o que deve ter contribuído para a incomum grande quantidade de corpos estranhos retidos".

Lentes que foram retirados do olho da paciente dispostas uma ao lado da outra
Lentes que foram retirados do olho da paciente dispostas uma ao lado da outra (Foto: Reprodução/ cortesia British Medical Journal)
 

Rupal Morjaria, especialista em oftalmologia e um dos responsáveis por escrever o artigo da "British Medical Journal", disse em entrevista para a revista especializada "Optometry Today": "Nenhum de nós nunca viu algo assim antes", e acrescentou: "Era uma massa tão grande. Todas as 17 lentes de contato estavam presas juntas".

Sobre como a senhora estava se sentindo ele disse que "estávamos realmente surpresos que a paciente não percebeu, porque isso causaria muita irritação enquanto estava naquele local". Completou explicando que "ela estava bem chocada. Ela pensou que o seu desconforto era apenas por conta do envelhecimento e de secura no olho".

A cirurgia foi adiada e remarcada para quando houvesse menor risco de infecção. Quando a paciente retornou depois de duas semanas ela já se sentia bem melhor e sem nenhum sintoma relacionado com as lentes encontradas no olho.