PUBLICIDADE
Ceará
Viçosa do Ceará

Suspeitos de morte de crianças sofrem tentativa de linchamento pela população

Homens foram presos pela morte de duas crianças, irmãos de oito e 10 anos, a facadas, na zona rural de Viçosa do Ceará

18:53 | 17/07/2017
prisão dos suspeitos de matar duas crianças neste domingo, 16, em Viçosa do Ceará, causou tumulto na tarde desta segunda-feira, 17, no município localizado a 365,8 km de Fortaleza. Houve tentativa de linchamento dos presos e viaturas da Polícia Militar foram danificadas pela população, conforme informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). 

Identificados como Francisco Rogério Soares Pereira, de 26 anos, e Iranildo Antonio de Araújo, de 33, os homens são suspeitos de matar dois meninos, irmãos de oito e 10 anos, a facadas. Eles foram autuados por homicídio duplamente qualificado. Um adolescente, que também estaria envolvido, prestou depoimento na unidade policial e foi liberado.

A população aguardava a saída dos criminosos do lado de fora do Fórum de Viçosa do Ceará. Conforme O POVO Online apurou, civis tentaram agredir os suspeitos. A Polícia Militar do Estado do Ceará (PM-CE) confirma que houve tentativa de linchamento e que foi necessário usar "armamento menos letal para dispersar a multidão que queria linchar os presos".

Em nota, a SSPDS informou que, para evitar o cometimento de outro crime, por parte da multidão, Rogério Soares e Iranildo de Araújo foram escoltados por policiais militares até a viatura. "No percurso, pedras foram arremessadas contra os agentes de segurança e contra duas viaturas da PM que foram danificadas", diz a nota. "Para se defender e dispersar os presentes, spray de pimenta, gás lacrimogêneo e balas de borracha foram utilizados pelos policiais".  

A Polícia identificou cinco pessoas pelos danos causados às viaturas, mas não informou se foi realizado algum procedimento policial. Os criminosos foram encaminhados à Delegacia de Tianguá, onde ficarão presos. A Delegacia Municipal de Viçosa assume as investigações do duplo homicídio.
 

RUBENS RODRIGUES