PUBLICIDADE
Brasil
morto em 2015

Juiz nega recurso e Google deverá remover imagens do corpo do cantor Cristiano Araújo

A decisão para que a empresa retirasse os links com as imagens citadas pela defesa foi do juiz Clauber Costa Abreu. O Google reagiu com um recurso, mas a iniciativa foi negada

14:56 | 11/08/2017

(Foto: Fernando Hiro/Divulgação)

O Google será obrigado a apagar as imagens do cantor sertanejo Cristiano Araújo morto em sua página de busca na Internet. O Tribunal de Justiça negou um recurso da empresa e manteve a decisão. O artista e sua namorada, Allana Moraes, morreram há dois anos em acidente de carro na BR-153. A decisão ainda cabe recurso.

João Reis de Araújo, pai do sertanejo, moveu o processo no dia 1° de outubro de 2015. A ação visa retirar fotos e vídeos que mostram a preparação do corpo do cantor para ser velado. As imagens foram feitas por técnicos em tanatopraxia, processo de retirada dos flúidos do corpo para o enterro.

A decisão para que a empresa retirasse os links com as imagens citadas pela defesa foi do juiz Clauber Costa Abreu. O Google reagiu com um recurso, mas a iniciativa foi negada.

O advogado Rafael Maciel, representante do pai de Cristiano Araújo, entede que a manutenção da decisão judicial é positiva, porque o bloqueio dos links pedido respeita o marco civil da internet.

Redação O POVO Online