PUBLICIDADE
Notícias

Estudantes fortalezenses esperam ansiosos pela lista de aprovados no ITA 2016

O processo seletivo do ITA é considerado um dos mais difíceis do País. O Ceará é campeão em números de aprovações no Instituto

21:13 | 29/12/2015
NULL
NULL

Estudantes fortalezenses estão à espera da lista dos 140 aprovados no Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) para o ano de 2016.O resultado será divulgado nesta quarta-feira, 30, a partir das 10h no site da instituição de ensino. Com sede em São José dos Campos, no estado de São Paulo, o vestibular do ITA aconteceu em diversas capitais e cidades brasileiras, inclusive na Capital cearense, nos dias 15, 16, 17 e 18 deste mês.No ano passado, Fortaleza foi campeã no número de aprovações, entre as principais cidades do Brasil, com 61 candidatos selecionados na primeira chamada, pelo 4º ano consecutivo. Para Tafnes Silva, 18, candidato à turma que se formará no ano de 2020 (T20), o clima é de “ansiedade”.

“Muito nervoso”, o estudante espera a qualquer momento a ligação em que o ITA faz a todos os aprovados no vestibular. “Quando você telefonou, pensei que fosse de lá”, disse. Com ritmo de estudo beirando cerca de 5 horas, o candidato não deixava de mesclar as horas de estudo com as práticas de esportes físicos, como o basquete, para diminuir a ansiedade. Apelidado de “Já passou” - nome colocado por colegas de aula-, em referência às premiações de olimpíadas científicas, ele afirma que tem nervosismo como “todo mundo”. Neste ano, Tafnes recebeu ouro nas Olimpíadas nacionais de Física, Química e Astronomia; na Índia, ganhou bronze na Olimpíada Internacional de Física. Além dessas premiações, ele foi aprovado em 7° lugar do Brasil (categoria ativa e reserva) no vestibular do Instituto Militar de Engenharia (IME).“A escola me ajudou bastante, sempre me ajudou”, agradece ao colégio em que cursa o 3° ano do ensino médio.

Os gêmeos Matheus e Felipe, colegas de turma de Tafnes, também possuem destaques em olimpíadas escolares nacionalmente e no exterior. Apesar disso, eles também aguardam com “nervosismo” o resultado. “Passei a semana todinha inquieto, pensando. Não é só deste ano a preparação, é deste o 1° do ensino médio. Eu tô tentando marcar coisas pra esquecer”, conta Matheus Castro, 18, um dos gêmeos, que são conhecidos como “Super Gêmeos” na escola em que estudam. O “apelido carinhoso” comum entre os amigos, foi dado por um coordenador pedagógico do colégio. “Um cara que nos ajudou muito neste ano foi o Diego Pontes (coordenador), que também nos apelidou”, riu.

A expectativa da divulgação dos resultados é ainda maior para Isabelle Ribeiro, 22, que tenta o vestibular há 5 anos. Este ano pode ser o último como tentativa da estudante entrar no Instituto. Por norma do ITA, o aluno só pode se candidatar a uma vaga até 23 anos completos. A candidata tem dúvidas sobre uma próxima tentativa ao processo seletivo. “Se não passar agora, eu acho que vou pra UFC, mas ainda tenho dúvidas”, disse.

“Na verdade, o cansaço bate muito. O ano em que a gente estuda é relativamente cansativo”, desabafou Isabelle. Perguntada como agiria se vesse o nome divulgado na seleta lista de selecionados do vestibular, a estudante declara: “Meu nome na lista é conquistar um sonho.Vou ficar muito feliz. Este é o meu maior sonho”, afirmou.

Ela confessa que vai tentar “dormir direitinho”.“ Vou esperar o resultado em casa, vou ficar interagindo com meus colegas para saber se eles estão passando’”, confessa Isabelle. Em relação aos nomes divulgados do vestibular, a candidata afirma: “Vou ficar acompanhando”.

Em matéria publicada pelo O POVO no início deste mês, o reitor do ITA, Fernando Sakane, destacou com bom humor o alto número de alunos do Ceará a ingressar no Instituto. "Brincamos ao dizer que o cearense de hoje é o japonês da década de 1960. Antes diziam que para entrar (no ITA) era preciso expulsar os japoneses. Hoje os cearenses expulsaram os japoneses e as pessoas brincam que para entrar é preciso expulsar os cearenses", contou na ocasião.

De acordo com o site institucional do ITA, o vestibular teve 12.493 inscrições, com 39% de abstenção. Os outros 7.620 candidatos concorreram a vagas para os cursos de aeronáutica, aeroespacial, civil-aeronáutica, computação, eletrônica e mecânica- aeronáutica. No último vestibular, 23,1% dos candidatos inscritos e 10% dos candidatos convocados foram mulheres. Atualmente, 8% dos alunos em curso são do sexo feminino.

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) é uma instituição universitária pública ligada ao Comando da Aeronáutica (COMAER). Está localizado no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), na cidade paulista de São José dos Campos. Os alunos de graduação recebem ensino e alimentação gratuitos ao longo dos cinco anos de curso, além de moradia a baixo custo dentro do próprio campus.

MESTRADO DO ITA NO CEARÁ

O Ceará será sede do primeiro mestrado profissional do ITA fora de São Paulo. O curso de Segurança de Aviação e Aeronavegabilidade Continuada foi lançado no início deste mês, no dia 3. A iniciativa é uma parceria do ITA, com o Governo do Estado e a Universidade Federal do Ceará (UFC).

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O ITA

1) Quais são as idades mínima e máxima para o ingresso no ITA?
Não há idade mínima, desde que o candidato tenha concluído ou esteja concluindo o ensino médio no ano da inscrição. Idade máxima: não completar 25 (vinte e cinco) anos de idade até 31 de dezembro do ano da matrícula
para ingresso no Curso de Graduação em Engenharia do ITA (Lei nº 12.464, de 5 de agosto de 2011), isto é, ter no máximo 23 anos de idade no dia 31/12/2015.

2) É mais fácil entrar como civil ou como optante pela carreira militar?
A listagem dos candidatos melhores classificados no exame de escolaridade é única tanto para as vagas dos optantes quanto para as dos não optantes.
Os candidatos optantes que fizerem parte desta lista serão convocados, respeitando-se o limite de vagas disponibilizadas em Portaria específica.

3) Existem atividades extracurriculares para os alunos?
Sim, na área científica destacamos o Projeto Aero-design para alunos do Curso de Engenharia Aeronáutica
e Mecânica-Aeronáutica; o futebol de robôs para alunos do Curso de Engenharia Eletrônica e da Computação e Projeto do Mini-Baja para alunos
do Curso de Engenharia Mecânica-Aeronáutica.
Na área cultural e esportiva, os alunos têm atividade como a semana de arte, a interação com outras universidades para torneio de jogos, entre outras atividades.

TAGS