PUBLICIDADE
Notícias

Mulher é presa no bairro Meireles por furto a caixas eletrônicos

Segundo a Polícia, a mulher confessou o crime e deu detalhes do funcionamento do equipamento que libera quantia sem limites de caixas eletrônicos

12:35 | 22/09/2012

Uma mulher de 27 anos foi presa em um flat de luxo, no bairro Meireles, acusada de aplicar um novo golpe para roubar o dinheiro de caixas eletrônicos, a “pescaria eletrônica”. Wiliane de Azevedo Lima Vasconcelos foi detida na madrugada de sábado, 22. Com ela, foi encontrada a quantia de R$ 191.919, em espécie, um notebook e um HD externo, usados no golpe, pelo menos 10 munições e um rádio de comunicação da Polícia.

A informação foi repassada em coletiva de imprensa, no fim da manhã deste sábado, pelo titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), Romério Almeida. Segundo ele, o companheiro da jovem, o mineiro José Roberto dos Reis, 27, havia sido preso em flagrante, em agosto, pela prática do mesmo crime em Caucaia. Ainda de acordo com o delegado, ele foi liberado pela Justiça. A Polícia expediu um mandado de prisão.

Wiliane foi levada para Delegacia de Capturas e vai responder por furto mediante arrombamento.

Outros dois suspeitos também estão sendo procurados. No momento da prisão, Wiliane chegou a receber a ligação de José Roberto, que teria informado que se encontrava no Rio Grande do Norte.

O funcionamento do equipamento é bem simples: a quadrilha retirava a parte da frente do caixa eletrônicos, acoplava a um HD externo e a um notebook, com um programa de computação que simulava um cartão sem limites de saque. Segundo o delegado, a quadrilha usava sprays para não permitir que as câmeras de segurança registrassem imagens.

José Roberto havia sido preso quando tentava roubar R$ 23 mil do caixa eletrônico do banco Bradesco da praia do Cumbuco, em Caucaia. A quadrilha também realizou ação semelhante em Amontada. A Polícia acredita que a quadrilha costumava agir em São Paulo e se transferiu para o Nordeste.

Angélica Feitosa

[email protected]

TAGS