PUBLICIDADE
Notícias

Duas tartarugas marinhas ameaçadas de extinção são resgatadas em Paracuru

Com esse resgate, subiu para cinco o número de tartarugas resgatadas pela Semace, neste ano, no litoral do Estado. Animais foram levados para unidade do Tamar

08:05 | 03/12/2015
NULL
NULL
A Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) resgatou, na última terça-feira, 1º, duas tartarugas marinhas das espécies tartaruga verde (Chelonia mydas) e cabeçuda ou mestiça (Caretta caretta), no litoral de Paracuru, 88,9 km de Fortaleza. Os animais foram abrigados por populares em barracas de praia, logo após encalharem na areia.

Segundo a Semace, os animais foram levados para a unidade do Instituto Tamar, na praia de Almofala, em Itarema, onde devem passar por exames para serem devolvidos ao mar. A superintendência explicou que o litoral cearense não é área de desova das espécies, por isso, o motivo do encalhe está sendo investigado.

Com esse resgate, subiu para cinco o número de tartarugas resgatadas pela Semace, neste ano, no litoral do Estado. As cinco espécies de tartarugas marinhas encontradas no Brasil continuam ameaçadas de extinção, mas a cabeçuda ou mestiça (Caretta caretta) são exemplos que estão mais expostas à ação do homem e de predadores, pois realizam a desova no litoral.

[SAIBAMAIS 2] Além dos predadores naturais, a Semace destaca que as ações do homem estão entre as principais ameaças às populações de tartarugas marinhas, tais como: a pesca incidental; a poluição; o trânsito de veículos nas praias de desova; a destruição do habitat para desova pela ocupação desordenada do litoral; a poluição dos oceanos e o aquecimento global.

Serviço
No caso de encalhes de tartarugas e outros animais marinhos, a ocorrência deve ser avisado à Semace pelo telefone (85) 3254.3083 ou pelo e-mail [email protected]

Redação O POVO Online, com informações da Semace
TAGS