PUBLICIDADE

Uma solução para o Acquario Ceará à vista

01:30 | 12/07/2019
FORTALEZA, CE, BRASIL, 02-02-2016: Vista aérea das obras de construção do Acquario Ceará, com acúmulo de água no local, na Praia de Iracema, ao fundo o mar. Pontos que acumulam água e causa risco para o proliferação do mosquito Aedes aegypti. (Foto: Fábio Lima/O POVO) *** Local Caption *** Publica em 13/10/2017 - EC 17
FORTALEZA, CE, BRASIL, 02-02-2016: Vista aérea das obras de construção do Acquario Ceará, com acúmulo de água no local, na Praia de Iracema, ao fundo o mar. Pontos que acumulam água e causa risco para o proliferação do mosquito Aedes aegypti. (Foto: Fábio Lima/O POVO) *** Local Caption *** Publica em 13/10/2017 - EC 17

O Governo do Ceará tem olhado no horizonte com um azimute (em navegação, o conceito de azimute geralmente é usado no sentido de direção) para resolver um dos grandes problemas da história recente do Estado, o Acquário Ceará, a obra que já consumiu pelo menos R$ 130 milhões na Praia de Iracema e marco de uma Era do Palácio da Abolição. Em suma, o aquário pode deixar de ser aquário. Isso mesmo. Pelo desenho, terá muita realidade virtual e pouco peixe vivo.

Poderá até reunir espécimes, mas em coleção bem menor. O equipamento deverá abrigar um museu no qual seriam expostas riquezas do Ceará, como fósseis oriundos do Geopark Araripe, o primeiro geoparque das américas reconhecido pela Unesco. Em boa medida, um conjunto de atrações trazendo realidade virtual. Lembraria muito o Museu do Amanhã, âncora da revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro.

Lá, foi construído em três anos, a experiência dos visitantes é marcada pela exibição de produções com áudio e vídeo, com fartos recursos interativos. Os ambientes suscitam reflexões sobre o impacto das ações do homem sobre os diferentes ecossistemas. A visita é dividida em cinco grandes áreas: cosmos, Terra, antropoceno, amanhã e agora. Segue o conceito moderno de equipamentos culturais do gênero: ir além da contemplação, oferecendo interação sensorial.

A ser batido o martelo, o Governo Camilo terá resolvido uma espinha de peixe atravessada na garganta do Governo e dos cearenses. São estes que estão pagando a conta.

Juazeiro avança como cidade inteligente

O prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra (PDT), assinou a Carta de Puebla. Trata da cooperação entre municípios do Brasil e do México para inovação, desenvolvimento tecnológico e cidades inteligentes (smart cities) latino-americanas. Arnon assinou na quarta-feira após a ida do secretário de Desenvolvimento Econômico, Michel Araújo, ao México, na semana passada. Juazeiro recebeu também o certificado de Município Membro da Alianza Smart Latam, uma Aliança para Cidades Inteligentes. Michel compôs a delegação brasileira que viajou à Puebla para participar do Smart City Expo Latam Congress, com mais de 350 cidades do mundo, além de empresas e instituições. A viagem foi articulada pela Frente Nacional de Prefeitos - FNP. Em tempo: há empresas interessadas na PPP de Iluminação Pública Inteligente multiserviços de Juazeiro do Norte.

Cultura no Centro do Sertão

A rede hoteleira de Quixadá e Quixeramobim está em sua capacidade máxima, com reservas esgotadas entre os dias 25 e 28. Impacto da primeira Mostra Sesc de Culturas do Sertão Central. Vai reunir mais de 250 artistas, pesquisadores e mestres da cultura. O Sesc fala em 50 mil espectadores nas 65 ações gratuitas em quatro municípios.

Horizontais

Festas julinas - A Secretaria da Cultura lança o XXI Festejo Ceará Junino na segunda-feira, no Cineteatro São Luiz.

Aplicativo - O aplicativo mineiro Duo Gourmet completou um ano em Fortaleza. Fez um balanço. Declara parceria com 45 restaurantes na Capital e 6.600 mesas preenchidas no primeiro semestre. Está também em Recife, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

O cesto e a cesta - A Secretario do Esporte e Juventude renovou por mais um ano o patrocínio do Basquete Cearense. Vai para a 12ª temporada do Novo Basquete Brasil (NBB).

Rede - O Grupo Mulheres do Brasil núcleo Fortaleza promove "Compartilhando Aprendizados" com o casal Annalisa e Renan Dal Zotto, Dia 19, no BS Design. Annalisa fundou a Par Mais, empresa catarinense de gestão de carteiras de investimentos. O marido é sócio, dá palestras e treina a Seleção masculina de Vôlei. O evento é gratuito, aberto ao público feminino pelo www.sympla.com.br/mulheresdobrasilfor.

Sapato - A marca de calçados Homem do Sapato chegou a Manaus. Deu as primeiras pisadas em Fortaleza e tem franquias em João Pessoa, Salvador e Teresina.

TAGS