PUBLICIDADE

Voa por intrumentos, mas voa

00:00 | 26/04/2019

Ricardo Bezerra, o CEO da Lopes Immobilis, conhecido por juntar otimismo e hobby - ele pilota aviões -, faz leitura pé no chão do mercado hoje: "Há uma percepção forte de que o mercado reage positivamente. Penso que a maior prova disso são os bons números do residencial vertical (apartamentos)". São eles que formam o alicerce do setor. Dados da Lopes mostram: o segmento cresceu 19% ante mesmo intervalo no ano passado. Neste ano, março versus fevereiro dá alta de 54%. Mas Ricardo reconhece as três pragas: alto estoque, que não tem caído como se esperava; o desconto médio, ainda muito alto (bom para quem compra) e os distratos. "Estes, ao invés de abaixar, fizeram foi aumentar".

Coletiva no Vila Galé - Cumbuco
Foto: jorge Alves, em 05/10/2010
Coletiva no Vila Galé - Cumbuco Foto: jorge Alves, em 05/10/2010

Sem documento

Aquele projeto que a rede de hotéis Vila Galé assobiava no litoral do Ceará - na praia do Preá, em Cruz (ao lado de Jeri) pegou um barco e aportou na Bahia mesmo. Por lá, o presidente Jorge de Almeida toca o projeto Costa do Cacau. Ano passado entregou um resort em Touros, no litoral potiguar. O secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, nem faz arrodeios. "Foi por falta de segurança Jurídica no Ceará". E aponta: "O único estado do Nordeste que não tem resort em construção é o Ceará, mesmo sendo o mais procurado por cadeias europeias e norte-americanas".

Aclamação no Pecém

Segunda-feira Ricardo Parente será reeleito por aclamação na Aecipp, a associação das empresas do Complexo industrial e Portuário do Pecém. Fica por mais dois anos. Junto com Parente, Carlos Maia (Tecer), Ludmilla Moraes (Wobben), Eduardo Amaral (Cimento Apodi) Gustav Costa (EDP). Hoje são 10 indústrias e 21 empresas de serviços associadas.

Bob Esponja, 20 anos de praia no Ceará

O Beach Park fechou parceria com Nickelodeon para comemoração exclusiva dos 20 anos do Bob Esponja. Será em julho. Além das personagens do desenho, terão também Patrulha Canina, Tartarugas Ninja e Dora Aventureira. O CEO Murilo Paschoal disse à Coluna que será "uma ação bem forte com mídia em todo o País".

Tom e as águas de abril

Com a bacia metropolitana de Fortaleza acumulando 70,9% de sua capacidade, não tem sido preciso mandar água do Castanhão para Fortaleza. Assim, rabisca Tom Prado, diretor da Itaueira, o que chover até junho poderá gerar reserva maior. Atingindo 10%, crê na volta do plantio da empresa no Estado. Não sendo em 2019, seria em 2020. Melão e melancia. Em tempo: as chuvas têm sido generosas, no Norte e Sul do Estado. Mais no Norte que no Sul. Mas na região central, observa Tom, os açudes continuam com baixa recarga. É o caso do Castanhão, até hoje com apenas 5,31% de sua capacidade.

Um café hoje e outro depois

O café-debate de hoje do Lide Ceará, às 8h, é com Marcos Gouvêa de Souza, fundador, sócio sênior e diretor-geral do Grupo GS& - Gouvêa de Souza. A empresa é uma importante consultoria de varejo do País. Debate o "Mercado de consumo brasileiro e a realidade global". No Hotel Gran Marquise. Já no dia 10 de maio (uma sexta como hoje), junto com Fiec, o Lide recebe o secretário Especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho.

Cartão vence em 2020

A economia ainda não voa desanuviada, mas os investimentos continuam a acontecer. As apostas na melhoria macroeconômica têm validade até o 1º semestre de 2020. Como querosene, o avanço das reformas e o ajuste das contas públicas. Desde o ano passado há fluxo de interessados em operações de fusões e aquisições, tanto de empresas quanto de fundos. Sim, o País ainda está barato. Ainda. Isto explica o porquê da procura por negócios antes de o Brasil decolar.

Jocélio leal