PUBLICIDADE
Notícias

Operários das obras do Castelão paralisam atividades

10:41 | 13/02/2012

Atualizada às 19h

 

Cerca de 1.200 operários que trabalham nas obras do estádio Castelão para a Copa 2014 paralisaram as atividades na manhã desta segunda-feira, 13. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias do Ceará (Sintepav-CE), eles reivindicam pagamento dos salários atrasados, melhor remuneração e aumento no valor da cesta básica. A categoria promete manter a paralisação até a próxima quarta-feira, 15.

No fim da tarde de hoje, os trabalhadores se reuniram com o Consórcio Arena Multiuso Castelão (Galvão Engenharia S/A, Serveng Civilsan S/A e BWA Tecnologia de Informação LTDA) e apresentaram as reivindicações da categoria. Durante a manhã, os operários chegaram a ficar até as 9h aguardando contato com construtora responsável pelo consórcio, mas não obtiveram resultados.

Após o encontro desta tarde, o Sintepav-CE agendou uma nova reunião com os trabalhadores e o Consórcio Castelão para a manhã desta terça-feira, 14, quando deverá ser apresentada uma proposta de negociação. Segundo o Sintepav-CE, o consórcio responsável pela obra tem 50% de trabalhadores contratados de carteira assinada. Os demais são de empresas subcontratadas, que seriam empresas menores com números diversos de trabalhadores.

Os trabalhadores de empresas subcontratadas receberiam salário inferior ao piso da categoria, mesmo trabalhando na mesma carga horária dos contratados por meio de carteira assinada, cuja jornada de trabalho seria de oito horas por dia.

Na próxima quarta-feira, 15, os operários se reúnem para decidir em assembleia se aceitará a proposta de negociação apresentada amanhã ou se a paralisação continua.

Pecém
Nesta terça-feira, 14, os trabalhadores que estão nas obras da Usina Termelétrica do Pecém também se reúnem em assembleia para decidir se haverá paralisação.

Jéssika Sisnando
[email protected]
(colaboraram Danilo Castro e Ana Flávia Gomes)

TAGS