PUBLICIDADE
Notícias

População não deve tentar retirar objetos da fiação elétrica

Tênis enfeitando fio, rede de telefonia misturada com árvore. Se as vias já são poluídas com a quantidade de fios, quando eles oferecem risco ou dão problema, a situação piora. Procurar as empresas e demandar os serviços é sempre a maneira mais segura à população

09:52 | 08/01/2012

Da portaria do condomínio na avenida Padre Antônio Tomás, em que Leandro Rodrigues trabalha, a árvore deu lugar a uma base cortada e um pedaço do tronco preso ao fio de telefonia.

Segundo o porteiro, o corte foi feito pela Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização (Emlurb), mas eles disseram não poder retirar o resto do que ficou. Seria necessário chamar a empresa responsável. O problema é o chamado ser atendido. Enquanto isso, o móbile fica lá, com o perigo de pesar e derrubar parte da fiação, como ocorreu com um fio mais frágil logo adiante na mesma via.

E essa é a mesma espera de quem passa e trabalha em um trecho do início da avenida Antônio Sales. O fio que deveria estar a alguns metros de altura, longe do alcance dos pedestres, foi caindo até chegar ao chão. Francisco Leitão, que trabalha em uma agência de veículos próximo ao fio que cai, conta que ligações foram feitas para a empresa de telefonia responsável e a resposta de que seria feita uma manutenção ainda não ocorreu.

Por isso, um outro funcionário da agência fez uma amarração amadora do fio no poste da parada de ônibus. Não fosse isso, o fio continuaria arrastando no chão. Segundo Francisco Leitão, os telefones do comércio têm ruídos e, às vezes, nem funcionam. Entre fios que trilham caminho por entre galhos de árvores, que ganham “enfeites”, o emaranhado se forma.

Cuidado
O gerente de distribuição da Companhia Energética do Ceará (Coelce), Jairo Kennedy, apontou que a empresa faz 180 mil podas por ano em Fortaleza e na Região Metropolitana, mas só nos casos em que há interferência na rede elétrica. Em outros casos, a população deve buscar a Emlurb. Ele alerta para os riscos às pessoas ao mexer na rede. O procedimento deve ser relegado aos profissionais das empresas. Segundo ele, jogar qualquer objeto pode causar danos nos fios e representa um peso a mais na estrutura, além do risco de tentar retirá-los da fiação.

Os casos mais recorrentes são das arraias; por isso, foi necessária a criação de uma equipe fixa somente para retirá-las dos fios. Em matéria publicada em julho de 2011, O POVO indicou que o gasto anual para a limpeza das arraias chega a R$ 30 mil.

Para os cabos de telefonia, a empresa de telecomunicações Oi afirmou que seus equipamentos servem exclusivamente para a prestação de serviços à população. Assim, fazer outro uso pode ocasionar danos ao funcionamento dos serviços da empresa e riscos à segurança da população. A empresa complementou que realiza manutenção regular nos equipamentos.

Por parte da população, espera-se cuidado com as redes de eletricidade e telefonia assim como a prevenção de risco de acidentes. E por parte das empresas, a manutenção e o atendimento rápido às demandas da população.

Como

ENTENDA A NOTÍCIA


Muitos postes, fios da rede elétrica e cabos de telefonia formam um xadrez que enfeia as vias da cidade. Para além da estética, quando esses elementos se misturam com árvores ou objetos jogados pela população, como tênis ou arraias, o risco passa a ser maior.

SERVIÇO

Para solicitar podas de árvores, deve-se ligar para a Ouvidoria da Emlurb:
0800 275 1531.

Se houver algum prejuízo ou risco para a rede elétrica, a solicitação deve ser encaminhada para a Coelce: 0800 285 0196.

Em caso de fios de telefonia, deve-se ligar para as empresas responsáveis pela fiação.

Dicas

Não se arrisque com a rede elétrica

1 Em obras que vão ao encontro de fios e postes, principalmente aquelas de ampliação vertical, deve-se entrar em contato com a empresa responsável para mais informações, evitando riscos. A construção de sacadas não deve ser feita próxima à rede elétrica.

2 Em casos de acidente de carro que envolvem postes da rede elétrica, deve ser solicitada a presença de técnicos da Coelce. Ninguém deve se aproximar dos fios.

3 Não toque em fios caídos nas ruas.

4 Quando os fios da rede elétrica estiverem tocando árvores a serem podadas, o serviço deve ser feito por técnicos da Coelce.

5 Qualquer reparo em instalação elétrica deve ser feitos com a chave geral desligada e por pessoa capacitada.

6 Ao soltar arraias, procure um local descampado, longe da rede elétrica. Um choque pode ser fatal ou provocar curto-circuito, prejudicando o fornecimento de energia.

7 Segundo o gerente de distribuição de energia da Coelce Jairo Kennedy, uma rede de fios subterrâneos, sonho de muitos para uma cidade mais limpa, pode ser até seis vezes o custo de uma instalação aérea.

8 Como 65% dos clientes da empresa são de baixa renda, esse tipo de modificação ainda não é possível, pois haveria a necessidade de repasse, comentou o gerente de distribuição da Coelce.

Fonte: Companhia Energética do Ceará (Coelce)


Samaisa dos Anjos
[email protected]

 

TAGS