Participamos do

Em Fortaleza, Maia tentará viabilizar apoio da bancada cearense

O atual presidente da Câmara ainda terá agenda, ao longo do dia, com o governador Camilo Santana e o senador Cid Gomes
01:30 | Jan. 14, 2019
Autor Carlos Holanda
Foto do autor
Carlos Holanda Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

[FOTO1]O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), aterrissará em Fortaleza hoje, por volta de 11 horas. Candidato à reeleição na Casa, ele encontrará a partir de 12 horas o governador Camilo Santana (PT). no Palácio da Abolição, além dos 22 deputados que compõem a bancada cearense da legislatura de 2015 a 2019. Deste grupo, 40% dos deputados conseguiram reeleição.

 

Além da apresentação de projeto da Câmara junto com o Supremo Tribunal Federal (STF) de combate ao crime organizado, O POVO apurou que Maia aproveitará para tentar viabilizar seu nome entre os cearenses para novo mandato como presidente.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Conforme o deputado federal Domingos Neto (PSD), depois da reunião, Maia almoçará com Camilo e os deputados no Palácio da Abolição. Neto defende que Maia seja reeleito, já que na Câmara tem bom trânsito com setores à esquerda e à direita.

[SAIBAMAIS]"Acredito que na bancada cearense ele tem um trânsito muito bom, pois a maioria dos partidos que o apoiam em nível nacional, apoia em nível estadual também".

Mesmo assim, Neto diz que ainda há o que ser dialogado com alguns deputados, sem especificar quais. Segundo o deputado, ele ainda terá momento com o senador Cid Gomes (PDT). Maia também passará por veículos de imprensa e, à noite, jantará com deputados na casa de Domingos Filho (PSD).

Em reunião da executiva nacional, a maioria dos membros da sigla se decidiu por Maia. Isso, entretanto, ainda não significa que o atual presidente da Câmara terá apoio total pedetista.

Conforme o presidente nacional da sigla, Carlos Lupi, a questão depende dos outros partidos que compõem o bloco de oposição ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), PSB e PCdoB. Segundo Lupi, o PSB deu sinal negativo. O PCdoB, entretanto, ainda não se definiu.

Confirmando versão de Lupi, o deputado federal Fábio Henrique (PDT-SE) disse, pelo Twitter, que o partido, "pela sua absoluta maioria", deu indicação de apoio ao deputado.

Correligionário de Maia, o deputado estadual João Jaime confirma que uma das prioridades da visita é a busca por apoio.

Na avaliação de Jaime, a vitória de Maia seria positiva para o Ceará. "Não é questão ideológica, é sobre o que é prioridade na votação". A bancada do Ceará, diz o deputado, terá a "oportunidade de dar apoio a ele". Jaime afirma ainda que vê simpatia de Camilo Santana pelo nome de Maia.

A reportagem tentou contato com o líder do PDT na Câmara, o cearense André Figueiredo, tanto por telefone quanto por WhatsApp. Até o fechamento desta matéria, não houve retorno.

A visita de Maia a Fortaleza ocorreria no último dia 8. A crise na Segurança Pública, entretanto, o fez cancelar a agenda. Além de Maia, são candidatos Arthur Lira (PP-AL), João Henrique Caldas (PSB-AL), Capitão Augusto (PR-SP), Kim Kataguiri (DEM-SP), Marcelo Freixo (Psol-RJ) e Ricardo Barros (PP-PR).

APOIOS 

Além do próprio partido, Rodrigo Maia tem apoio do Podemos, PR, PSD, PPS, PRB, PROS, PSDB, PSC e PSL, siglas que totalizam 240 votos. Para vencer em primeiro turno, precisa no mínimo de 257 votos.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente