Participamos do

Indefinição sobre aliança com Eunício "trava" chapas da base

01:30 | Abr. 23, 2018
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

 

A indefinição sobre uma aliança eleitoral entre Camilo Santana (PT) e Eunício Oliveira (MDB) para as eleições deste ano é hoje principal fator que “trava” formações das chapas majoritárias e proporcionais da base aliada no Ceará.

 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Como ainda não se sabe se a recente reaproximação entre o governador e o presidente do Senado irá se reproduzir em uma aliança nas urnas, segue dada como certas apenas as candidaturas de Camilo Santana (PT) à reeleição e de Cid Gomes (PDT) ao Senado.

 

Nos bastidores, o que se comenta é que o próprio Camilo vem facilitando a aproximação com o emedebista. A aliança, no entanto, vem sendo vetada pelo pré-candidato à Presidência do PDT, Ciro Gomes. Em jogo, além das rusgas da disputa acirrada entre o grupo Ferreira Gomes e Eunício em 2014, interesse do deputado federal André Figueiredo (PDT) em também sair candidato ao Senado Federal. Nos últimos dias, o parlamentar tem descartado tese de compor a chapa como candidato à vice-governador de Camilo.

 

Uma aliança com Eunício também geraria problemas nas disputas proporcionais pelo Interior. Nas eleições de 2014 e 2016, a polarização entre PT e MDB no Estado ampliou rivalidades locais que dificilmente irão se recompor por intervenção de Eunício ou Camilo.

 

Em entrevista ao O POVO, interlocutores próximos de Eunício diz que o senador fixou o mês de maio como “limite” para a definição ou não de uma aliança. Retornando de viagem oficial ao Japão na próxima quarta-feira, o senador deverá participar de eventos com Camilo no Interior.

 

CENTRO-DIREITA E O LULISMO

No 17º Fórum Empresarial do Lide, grupo do ex-prefeito João Doria, realizado neste fim de semana em Recife, diversas lideranças de centro-direita se queixaram da dificuldade em encontrar aliados dispostos a enfrentar o "lulismo" no Nordeste.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente