PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Políticos são alvo de vaias em Aparecida

01:30 | 13/10/2017

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) e os ministros Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia e Inovações) receberam vaias ontem após o anúncio de seus nomes na missa campal do Santuário Nacional de Aparecida (SP).

A ausência de outras autoridades na celebração em comemoração aos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida foi notada na cerimônia. O presidente Michel Temer não compareceu à cidade. O prefeito da capital, João Doria (PSDB), está na Itália em viagem oficial e seu vice, Bruno Covas (PSDB), foi para Paris. O representante da capital foi o presidente da Câmara, Milton Leite (DEM).

“Não é tradição no Santuário Nacional a presença de autoridades, a não ser o governador Geraldo Alckmin, que vem sempre, antes mesmo de ser eleito. Se eu fosse o presidente do Brasil, eu viria, mas acho eu que foi um problema de assessoria, não atentaram para isso, data importante, Padroeira do Brasil”, disse o reitor do Santuário Nacional de Aparecida, padre João Batista de Almeida. Questionado se havia relação com a baixa popularidade de Temer, Almeida comentou: “É”.

Michel Temer divulgou nas redes sociais um vídeo por conta da celebração do dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. Na mensagem, além de narrar parte da história da santa, Temer diz que roga a Deus por dias melhores.

AE

TAGS