Participamos do

Pressionado, PSDB adia decisão sobre saída da base

01:30 | Jun. 08, 2017
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em mais uma investida para tentar impedir o desembarque do PSDB do governo Michel Temer, emissários do presidente e ministros tucanos estão pressionando os deputados do partido que defendem o rompimento com o Palácio do Planalto, os chamados “cabeças pretas”, a recuar do movimento


O PSDB chegou a convocar líderes tucanos do Brasil inteiro para uma plenária, em Brasília, que deveria ter selado a posição da legenda, mas o encontro foi adiado para segunda por receio de um “rompimento precoce”. “Nem Mãe Dinah adivinharia o resultado da reunião”, disse o deputado federal Ricardo Tripoli (SP), líder do PSDB na Câmara. Ao justificar o adiamento, o senador Tasso Jereissati (CE), presidente interino do PSDB, foi taxativo ao dizer que segunda-feira é o prazo limite para uma decisão. “Não precisamos ter cargo e ministério para apoiar as reformas”, afirmou.


O dirigente também comentou o fato de Temer, quando era vice, ter viajado em jatinho da JBS em 2011. “Não vai parar de ter fato novo e isso vai mudando a cabeça de deputados e senadores”, disse.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente