PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

O comércio: horários conforme a demanda

01:30 | 07/11/2017

O comércio de Fortaleza se prepara para um novo momento com a liberdade de estabelecer o seu melhor horário de funcionamento, mas inicialmente nada mudará.

O presidente do Sindilojas, Cid Alves, explica que a alteração da lei serve para regulamentar vários serviços que estavam vulneráveis devido à falta de legislação para o seu funcionamento, como depois das 16 horas de sábado, por exemplo.

“Esta era a situação de vários salões de beleza que funcionam fora de áreas de shopping e que agora estão livres para manter os seus horários de trabalho de acordo com a oferta e a demanda”.

A mesma situação ocorre com o comércio. Segundo Cid Alves, os horários serão estabelecidos de acordo com as demandas da clientela.

CDL

APOSTA NO CRESCIMENTO

O presidente da CDL, Severino Neto, explica que o comércio está se preparando para um novo período de recuperação de vendas. O empresário ficará no cargo até o final deste mês; ele acredita que o estado tem se destacado devido à parceria realizada com a iniciativa privada e, a partir de 2018, iniciará uma trajetória mais animadora.

Ele explica que aposta tanto nesse novo momento que, como empresário, abrirá mais três lojas dos Mercadinhos São Luís.

CHINA

PARAÍSO TECNOLÓGICO

A China se transformou no grande destino de empresários que buscam novas tecnologias. Sexta-feira, uma comitiva do Sindiquímica, comandada pelo presidente da entidade, Marcos Soares, viajará a Shangai em busca de novas parcerias. No grupo estão representantes dos segmentos de tintas e cosméticos, que visitarão os parques tecnológicos de Zhangjiang.

 

ESOCIAL 1

70 ANOS DO CRC

O Conselho Regional de Contabilidade (CRC) comemora hoje seus 70 anos com uma solenidade, às 18 horas, no Theatro José de Alencar, com a presença do governador Camilo Santana.

A área de contabilidade tem passado por transformações importantes. A implantação do sistema eSocial, que integra várias áreas do governo como INSS e Receita Federal, tem mudado a burocracia e reduzido o tempo dos processos, mas há desafios; um deles é a atualização dos cadastros de funcionários das empresas.

ESOCIAL 2

CUMPRIMENTO DA CLT

A presidente do CRC, Clara Germana, alerta que todos os cadastros passarão por checagem de informações. “Qualquer coisa pode atrapalhar uma folha de pagamento inteira”, acrescenta.

O “jeitinho brasileiro” não será mais tão possível com o eSocial. Situações como o pagamento de férias em períodos subsequentes e contratos com admissão retroativa, por exemplo, ficarão mais difíceis.

“A CLT vai funcionar mesmo”, ressalta. Segundo Clara, também serão resolvidos problemas como a duplicidade do PIS. “Tudo isso começa a ser regularizar e fica como devia ser”.

REFORMA

CONVENÇÕES DE TRABALHO

A reforma trabalhista começa a vigorar no próximo sábado, mas até agora não se sabe ao certo como será a sua aplicação. A aposta é de que tudo dependerá das convenções de trabalho.

A reforma tem alguns pontos considerados positivos: a integração de encargos sociais é um deles. Na avaliação da presidente do CRC, isso acabará com os problemas de gratificações pagas por fora da folha, já que elas poderão ser pagas sem o aumento dos encargos.

 

ECOTURISMO

LIÇÕES DE BONITO

Destinos turísticos sustentáveis precisam de boa gestão. Essa é uma das máximas da economista Nilde Brun, que presidiu o Conselho Geopark Pantanal-Serra da Bodoquena de Turismo e atualmente é Secretária de Cultura e Turismo de Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

 

Ontem, em entrevista à coluna, ela informou que, para se estabelecer a cidade de Bonito (Mato Grosso do Sul) como destino ecológico, foi feita uma parceria entre a iniciativa privada e o governo. Segundo ela, esse é o melhor caminho para a criação de um projeto de turismo sustentável.

Nilde participou da criação do destino desde o início da sua implantação, em 1993, quando começou o turismo em Bonito. Amanhã, Nilde estará em Fortaleza para participar do ciclo de palestras promovido pela Fecomércio-CE, através do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur). O evento será às 9 horas, no auditório da Fecomércio.

Subdesenvolvimento não se improvisa. É obra de séculos”

Nelson Rodrigues (1912-1980), dramaturgo e jornalista

RÁDIO

O POVO Economia da Rádio O POVO CBN (FM 95.5) a partir das 14 horas. Destaque para o quadro “Sobe e desce da economia”, com o jornalista Nazareno Albuquerque.

FACEBOOK

Curta a nossa página: facebook/ opovocbn

TV

Você pode assistir ao programa O POVO Economia também através do portal: tv.opovo.com.br/ opovoeconomia.

 

NEILA FONTENELE