Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Páginas Azuis

O homem por trás do Rock in Rio

Luis Justo, 40 anos, trocou uma carreira estável no mercado financeiro pelo sonho de ser empreendedor. O primeiro cargo de CEO veio aos 28, após trabalhar por cerca de quatro anos em empresa do ramo do varejo. Há seis anos comanda o Rock in Rio, maior festival de música do País que completou 32 anos em 2017. Pensado para proporcionar experiências inovadoras ao público, o evento, que reuniu mais de 700 mil pessoas no Rio de Janeiro na última edição, ganha forma por meio da atuação conjunta de até 500 funcionários contratados e mais de 20 mil colaboradores diretos e indiretos. O impacto econômico na capital fluminense é estimado em mais de R$ 1,4 bilhão. Nesta entrevista ao O POVO, ele fala sobre os desafios de fazer esta máquina girar, a necessidade de transformar a cultura de uma empresa em proposta de valor e a busca por novos nichos de mercado. Neste ano, que não tem a edição do Festival no Brasil, apenas em Lisboa, em Portugal, a marca vai investir em eventos para youtubers e games. “Você tem a tentação de buscar um caminho mais fácil do ponto de vista financeiro ou mesmo do operacional. Ao longo desses 32 anos, tomamos muitos riscos, mas que são fundamentais para poder inovar e continuar buscando o novo”.

10:28 | 2018-01-27

Comentários