PUBLICIDADE
Shows e Espetáculos
Artes Cênicas

Maurice Durozier apresenta o espetáculo "Sonhos" e realiza bate-papo

Membro do Théâtre du Soleil, o francês Maurice Durozier apresenta o espetáculo Sonhos no Porto Iracema das Artes e realiza bate-papo na Vila das Artes

08:57 | 08/08/2018
Foto: Divulgação

O ator francês Maurice Durozier destaca os fatores fundamentais para a manutenção, por mais de 50 anos, do grupo do qual faz parte. "O respeito e o amor do público, a exigência, a perfeita igualdade de salários...", lista, em entrevista ao O POVO, o integrante do Théâtre du Soleil, uma das principais companhias teatrais do mundo. Prestes a desembarcar em Fortaleza, o artista, parceiro de longa data do Grupo Bagaceira de Teatro, apresenta o espetáculo Sonhos no Porto Iracema das Artes na próxima sexta-feira, às 20 horas. Antes disso, Maurice participa amanhã, às 14 horas, de bate-papo na Vila das Artes.

"Como todos os grupos do mundo, o Théâtre du Soleil vive num estado de fragilidade permanente, mas sua força está no trabalho dos seus 80 membros e no nosso público, que responde estando sempre presente nas nossas peças", aponta, ressaltando novamente a importância da plateia fiel como fator fundamental da longevidade da companhia dirigida por Ariane Mnouchkine, encenadora que é referência internacional. O ator define a experiência desse coletivo de artistas como "uma das grandes utopias vivas de nosso tempo".

Nas passagens pelo Ceará, ele encontrou outros parceiros. É o caso da atriz e cantora Marta Aurélia, que participa de Sonhos ao lado do artistas francês. "Na Índia dizem: 'o que é inevitável? a felicidade'. Em Fortaleza, digo: compartilhar o palco com Marta Aurélia era inevitável", conta ele, que visita o Brasil com regularidade. Os dois se conheceram ainda na década de 1980, quando a cearense realizou oficina teatral ministrada pelo francês.

O encontro com Marta levou à interlocução artística com o Grupo Bagaceira, cujo resultado pode ser visto na montagem Interior, destaque do repertório do grupo cearense. "O encontro e a parceira com o grupo Bagaceira é uma das minhas mais lindas aventuras teatrais. As viagens que a gente fez pelo Sertão foram cheias de surpresas e de encontros com todos esses artistas populares", narra. "Foi muito feliz quando assisti Interior, um espetáculo cheio de humor e emoções, que não fala simplesmente do sertão, mas fala do universal".

Nesta nova passagem por Fortaleza, ele vai poder mostrar outro lado da sua obra. "Paralelamente à minha vida como ator, sempre compus canções. No teatro, quando atuo, não sou nunca eu mesmo. Vivo a vida dos meus personagens. Em Sonhos, entrego minha intimidade. É um espaço onde coisas íntimas se manifestam sem obstáculos".

Na palestra na Vila das artes, o artista vai falar um pouco do seu ofício e de experiências como a montagem Palavra de Ator, cuja temporada passou pelo Brasil em 2013. "Um dos maiores prazeres do ator é sentir nele mesmo o início do mecanismo da transformação um pouco antes da atuação. É como passar para outro mundo. Ele deixa sua própria vida com todos o seus problemas entre parênteses", reflete, sobre o que move enquanto intérprete. "O teatro sempre existiu e sempre existirá, apesar do monopólio da web e das redes sociais. Essa necessidade do homem de se apresentar é e será sempre universal. O teatro é um espelho do mundo", finaliza.

Maurice Durozier

Bate papo

Quando: amanhã, das 14h às 17 horas

Onde: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 - Centro)

Espetáculo Sonhos

Quando: sexta-feira, 10, às 20 horas

Onde: Porto Iracema das Artes (Rua Bóris, 90, Praia de Iracema)

Programações gratuitas

 

RENATO ABê