PUBLICIDADE
Carnaval
CARNAVAL 2019

Último dia de Carnaval infantil na cidade atrai mini foliões ao Passeio Público e Praça da Gentilândia

Fantasias de super-herois, repertório infantil, chuva de espuma e confetes garantiram a diversão da criançada

05/03/2019 13:29:35
Passeio Público encerra suas atividades de Carnaval nesta terça-feira, 5
Passeio Público encerra suas atividades de Carnaval nesta terça-feira, 5

O último dia de folia infantil no Passeio Público, na manhã desta terça-feira, 5, contou a animação da banda Pacote com Biscoito, que garantiu, além do momento lúdico, com os músicos vestidos de palhaço, um repertório voltado especialmente ao público infantil.

Fabíola Silveira, 39, assistente de marketing, traz a filha Luiza Silveira de Freitas, de sete anos, desde os três anos de idade. "A seleção das músicas, além de um ambiente familiar e tranquilo", faz com a mãe volte todos os anos, trazendo a pequena Luiza. "Ela tem um baú de fantasias", contou Fabíola, sobre o gosto da filha pelo Carnaval. Para o dia, Luiza escolheu ir de Mulher Maravilha.

A juíza Ana Izabel Pontes, 42, tinha mais de um motivo para levar para a filha Manoela Pontes, de apenas dois aninhos, ao Carnaval pela primeira vez. "É um espaço histórico que eu queria que ela conhecesse, além de ser um Carnaval família", ponderou na escolha.

No mesmo local, entre chuva de espuma e confetes, a reportagem do O POVO se deparou com a habilidade do Palhaço Correntinha, 58. Há dois anos, ele tira esta época do ano para presentear os mini foliões com a sua arte em balão. "É algo que faço por conta própria, com todo o amor e carinho a essas crianças", disse.

No Benfica, a programação infantil também começou cedo, às 9 horas, com a banda Aquarela. Por lá, Ana Meire Lima, 39, contadora, pulava o Carnaval com a filha, Malu Lima, de dois anos. A fantasia? Idêntica para as duas. "Ela influenciou o que usuária hoje. Estamos de gatinhas", descreveu.

O Carnaval de pracinha, na Praça da Gentilândia, foi a razão para Ana Virgínia Lucena, 34, servidora pública, optar pelo endereço para trazer a filha, Maria Júlia Lucena, de um aninho, ao seu primeiro dia oficial de folia. "É algo que quero passar a ela, esse lado que também é cultural", mencionou. (Com informações da repórter Jully Lourenço)

Redação O POVO Online