PUBLICIDADE
Carnaval
Cancelamento

Bloco Glitter oficializa saída do Carnaval 2018 de Fortaleza

O anúncio foi feito no início da noite desta segunda-feira, 8, através das redes sociais dos organizadores do Bloco

19:20 | 08/01/2018

Foto: Mateus Dantas/O POVO

A organização do Bloco Glitter anunciou no início da noite desta segunda-feira, 8, por volta das 18 horas, que vai deixar oficialmente de participar da programação do Ciclo Carnavalesco de Fortaleza em 2018. A declaração foi feita através das redes sociais dos organizadores do evento, depois de uma reunião na Secretaria Municipal de Cultura de Fortaleza (SecultFor) nesta tarde.

Leia também: Confira as fotos da edição de sábado, 6, Bloco Glitter no Mercado dos Pinhões

No texto, a produção do Glitter fala com pesar sobre as dificuldades enfrentadas por conta do crescimento da festa com o passar do tempo e questões que atravessam a realidade de Fortaleza. “Ao realizar o Glitter, a gente se deparou com a realidade cotidiana da nossa cidade ampliada em proporções que não conseguimos dar conta”, diz o texto. “Houve assédio, furto, roubo, lixo, machismo e homofobia. Admitir isso também é um ato político.”

Mais à frente, a publicação anuncia o cancelamento da edição de 2018 e lamenta: “Por enquanto, a gente não tem estrutura adequada pra botar nosso bloco na rua e transformar essa realidade – ainda tão dolorida – que vivemos todos os dias, mas vamos daqui, dia após dia, tentando ser mais amorosos e gentis, levantando discussões e buscando combater todo tipo de manifestação de ódio.”

A Secultfor informou ao O POVO Online que o Mercado dos Pinhões vai continuar recebendo outros blocos nas sextas e sábados durante o Ciclo Carnavalesco.

Roberto Cláudio

Mais cedo, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) esteve na sede do O POVO, onde participou do programa da rádio O POVO/CBN, Mercado Imobiliário. Após o debate, o chefe do executivo municipal falou sobre diversos assuntos, entre eles, o Pré-Carnaval do Glitter, que ocorreu no último sábado, 5, no Mercado dos Pinhões. No momento, ainda não havia terminado a reunião que acabou oficializando o fim do bloco no Carnaval 2018 da Capital.

Em resposta aos comentários de que faltaram profissionais para realizar, por exemplo, a segurança, a limpeza e a ordem no trânsito, o pedetista afirmou que embora a manifestação seja bem vinda, estava fora do calendário oficial do Pré-Carnaval.

"O evento Glitter é privado, que pediu o uso do Mercado dos Pinhões", afirmou o prefeito antes do anúncia do cancelamento do bloco. Ele ainda disse que no contrato há um conjunto de responsabilidades que uma festa privada deve ter. "Então foi um evento que aconteceu e a gente apenas concedeu o espaço".

Após o esclarecimento, o prefeito afirmou que não tem nenhum interesse de desestimular o evento, mas "corrigir os defeitos, as falhas. Quanto mais bem organizado, melhor". Para ele, os problemas foram decorrentes de um mau planejamento dos organizadores, que fizeram uma "previsão modesta" do que receberiam de público.

O prefeito afirmou que a partir do próximo fim de semana, dia 13, até os dias de Carnaval, haverá todo um aparato de organização e serviços públicos que, segundo ele, o município tem mantido ao longo do ano. "A cada ano aumentando o orçamento, divulgando o pré-carnaval como um atrativo turístico de Fortaleza".

Devido às falhas com a festa, para o próximo ano, Roberto Cláudio cogitou a possibilidade de o Pré-Carnaval do Glitter ser feito em uma parceria público-privada.  

IURY FIGUEIREDO | CARLOS HOLANDA