PUBLICIDADE
Notícias

Dicas para grávidas aproveitarem o Carnaval

Com alguns cuidados simples, as gestantes podem curtir sem arriscar a própria saúde e do bebê. O POVO Online listou algumas dicas

17:00 | 08/02/2018
NULL
NULL

[FOTO4]

É bonito de se ver. A grandiosa barriga, a mãe que está por vir. No entanto, a gestação é, culturalmente, vista como a representação romântica da maternidade. A mulher grávida é rodeada de tabus e opiniões: não pode isso ou aquilo. Para a coordenadora da Divisão Médica da Maternidade-Escola Assis Chateubriand e professora titular de Ginecologia e Obstetrícia da Universidade Federal do Ceará (UFC), Zenilda Bruno, vale a máxima: gravidez não é doença. "A grávida pode fazer tudo, inclusive, curtir o Carnaval", ressalta.

Manter a vida social ativa durante a gravidez também traz benefícios à saúde psicológica da mulher. É preciso, no entanto, tomar alguns cuidados. Zenilda explica que, caso a mulher não se enquadre em uma condição de risco, pode aproveitar a folia. "Se ela não estiver com sangramento, perdendo líquido ou apresentar anormalidades na pressão, não há contraindicações", explicou ao O POVO Online. "É bom até pelo fator psicológico. Faz bem que ela não sinta-se doente", acrescentou. 

A principal recomendação é ficar alerta ao escolher o local da folia. O ideal é que o ambiente seja confortável e não abrigue multidões, para evitar pancadas na região da barriga, o que pode provocar o descolamento da placenta. Com o fim da gestação, é natural que a mulher apresente inchaços. Por isso, não ficar muito tempo em pé e escolher o calçado adequado é essencial. O recomendado é que sejam confortáveis e também não tenham salto, para evitar forçar a coluna e, assim, provocar dores.

Já a alimentação, deve manter-se saudável. Muito líquido, frutas e verduras. A decisão de aproveitar o carnaval deve ser consultada ao médico para obter orientações adequada à paciente.

 

Confira as principais dicas: 

1) Escolha bem o lugar

[FOTO2]Samba, micareta, frevo, maracatu. Não há contraindicações. A gestante pode curtir o Carnaval de acordo com sua cultura e gosto. Mas, é preciso evitar ficar em locais aglomerados para prevenir pancadas ou cotoveladas em meio a curtição. Locais espaçosos como Aterrinho, na Praia de Iracema, podem facilitar que a mulher se afaste da multidão e encontre um lugar mais tranquilo.

Desfiles, na Domingos Olímpio, por exemplo, podem ser boa opção para toda família e incluir um conforto a mais para a grávida, que poderá sentar-se. Às mães que não são de primeira viagem, tem ainda a opção de curtir com os pequenos nos carnavais infantis do Passeio Público, no Centro, e em shoppings. Já o Mercado dos Pinhões, por ser espaço mais apertado e com muita gente, pode ocasionar desconforto e oferecer riscos à mãe e bebê. 

2) Use roupas e sapatos adequados 

[FOTO1]O conforto é fundamental. Roupas leves para suportar o calor e sandálias e sapatos sem salto como sapatilhas, tênis e chinelas. Assim, a gestante evita sentir dores e aumentar o inchaço comum no fim da gravidez. É bom lembrar que, no perído da quadra chuvosa, há mais casos de arboviroses. Portanto, o uso do repelente é indispensável. 

 

3) Hidrate-se 

[FOTO3]Como a hidratação é fundamental, sobretudo, nesta fase, é bom levar uma garrafinha de água a tiracolo. O cardápio deve ser o mesmo: muitas frutas e verduras. Evitar comidas muito salgadas. É importante ressaltar que, durante a gestação, não deve-se ingerir bebidas alcoólicas e consumir drogas, incluindo o cigarro.

TAGS