Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Milton Nascimento inicia seu 'adeus' aos palcos com show emocionante no Rio

O show deste sábado no Rio foi uma prévia, para convidados e com cerca de 800 lugares vendidos exclusivamente por meio de NFTs
13:23 | Jun. 12, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O ícone da música brasileira Milton Nascimento, de 79 anos, iniciou sua turnê de despedida dos palcos no Rio de Janeiro, com um show emocionante e cheio de clássicos que também o levará para a Europa e Estados Unidos.

"Viver esse momento depois de 60 anos de carreira é a prova de que meus sonhos jamais envelheceram", disse o artista vencedor de cinco prêmios Grammy, aplaudido de pé por cerca de 1.200 pessoas no sábado, no auditório Cidade das Artes, na zona oeste do Rio.

A turnê "Milton Nascimento: A Última Sessão de Música" inclui 26 datas em cidades como São Paulo, Barcelona, Lisboa, Londres e Nova York.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O show deste sábado no Rio foi uma prévia, para convidados e com cerca de 800 lugares vendidos exclusivamente por meio de NFTs (tokens não fungíveis), ingresso que uma incluía arte digital assinada pelo artista.

Prestes a completar 80 anos, "Bituca", como é chamado carinhosamente, entrou em cena tocando sanfona, vestindo um manto amarelo bordado com estampas coloridas e a careca descoberta.

Acompanhado por sua banda com baixo, teclado, guitarras e percussão, revisitou os sucessos que o tornaram uma lenda viva da Música Popular Brasileira, com 42 álbuns lançados.

Este compositor e cantor de voz envolvente brilha há seis décadas nos palcos de todo o mundo com o seu estilo sincrético entre jazz, pop, música clássica e tradicional que o levou a colaborar com os mais conceituados artistas nacionais e internacionais.

Sentado, com a voz um pouco áspera pela idade, mas com o sorriso intacto, fez o público vibrar com músicas como "Maria Maria", "Canção da América", "Travessia" e "Bailes da vida".

"Quero agradecer a todos vocês por tornarem a minha vida tão linda", disse o ex-membro do Clube da Esquina, grupo que formou na década de 1960 com os irmãos Borges e outros músicos, considerado um dos principais movimentos musicais da história do Brasil e da América.

Rafael Speck, um de seus fãs, saiu emocionado.

"É emocionante porque a gente vê o quanto ele se esforça (..) Assim, claro, com a questão da idade, mas a gente vê que a energia dele continua e todo o talento dele", disse à AFP.

"É a última oportunidade de vê-lo em um palco. É algo indescritível", disse André Reis, que também estava no show.

Milton Nascimento nasceu em 26 de outubro de 1942 no Rio de Janeiro, mas se criou musicalmente em Minas Gerais.

Sua musa inspiradora foi Elis Regina (1945-1982), uma das vozes mais bonitas da MPB, que por sua vez afirmava: "se Deus tivesse voz, seria a de Milton Nascimento".

O show de despedida de Milton será apresentado esta semana no Torino Jazz Festival, na Itália, e em Barcelona. Em seguida, irá para Londres, onde os ingressos já estão esgotados, assim como em todos os shows previstos no Brasil.

O encerramento da turnê será no dia 13 de novembro no estádio "Mineirão", em Belo Horizonte.

Lá, Nascimento vai cantar seu último adeus, como ele mesmo disse, "apenas dos palcos (...) da música, jamais".

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar