Participamos do

"Meu comportamento foi inaceitável", diz Will Smith

00:02 | Abr. 13, 2022
Autor DW
Tipo Notícia

Em publicação no Instagram, ator pede desculpas a Chris Rock, em quem deu um tapa após piada durante cerimônia do Oscar. "A violência em todas as suas formas é venenosa e destrutiva", escreve.Em meio a uma enxurrada de críticas e após a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciar que vai investigar formalmente o ocorrido, o ator Will Smith pediu desculpas ao colega Chris Rock por lhe dar um tapa durante a cerimônia do Oscar. Pouco antes de receber a estatueta de Melhor Ator no domingo (28/03), o ator subiu no palco e agrediu Rock, que apresentava parte da cerimônia e fez uma piada sobre o cabelo da esposa de Smith, Jada Pinkett Smith. "A violência em todas as suas formas é venenosa e destrutiva. Meu comportamento no Oscar na noite passada foi inaceitável e imperdoável", escreveu Will Smith no Instagram nesta segunda. "Piadas às minhas custas fazem parte do trabalho, mas uma piada sobre a condição médica de Jada foi demais para eu suportar e reagi emocionalmente." "Eu gostaria de pedir desculpas publicamente a você, Chris. Eu passei dos limites e estava errado. Estou envergonhado, e minhas ações não foram indicativas do homem que eu quero ser", prossegiu. Em 2018, Pinkett Smith revelou que sofre de alopecia, doença que causa perda dos pelos corporais. Desde então tem discutido com frequência, no Instagram e outras plataformas, os desafios que a condição lhe acarreta. Na cerimônia de domingo, ela estava com a cabeça raspada. A polêmica A polêmica começou quando Rock tomou como alvo verbal a esposa do ator, Jada Pinkett Smith: "Jada, eu te amo. G.I. Jane 2, mal posso esperar para ver, está certo?" A referência era ao filme intitulado no Brasil Até o limite da honra, em que Demi Moore raspou a cabeça para representar uma candidata a SEAL da Marinha americana. Em resposta, Will Smith foi até o palco e golpeou no rosto o apresentador, que comentou, surpreso: "Oh... uau... uau... Will Smith acabou de me arrebentar", enquanto o público ria. O agressor retornou a seu assento e gritou que ele deixasse sua esposa em paz. Rock replicou que fora só "uma piada de G.I. Jane", ao que Smith rebateu: "Não põe o nome da minha mulher an tua p**** de boca." Nesse ínterim, o clima era de constrangimento, pois os espectadores da premiação haviam compreendido que não era um número ensaiado. O agredido concluiu: "Ok. Esta foi a maior noite na história da televisão." Críticas e desculpas Muitos que comentaram o incidente da noite dos Oscars lembraram que a alopecia é uma experiência dolorosa, que aflige muitas mulheres negras e sobre a qual não se devia fazer piada. A firma do próprio Chris Rock coproduziu em 2009 o documentário Good hair (Cabelo bom), sobre a relação das afro-americanas com seus cabelos. No entanto, o principal foco das críticas foi Smith. Mais tarde, ao receber o Oscar de Melhor Ator, ele pediu desculpas, mas não diretamente a Rock: "Richard Williams foi um defensor ferrenho da sua família", disse, referindo-se à sua interpretação de Richard Williams, pai das estrelas do tênis Venus e Serena Williams, em King Richard: criando campeãs, pela qual foi premiado. "O amor te faz fazer coisas doidas." No texto publicado no Instagram na segunda, o ator voltou a pedir desculpas à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, aos produtores da cerimônia do Oscar, aos convidados, espectadores e à família Williams. O pedido de desculpas direto a Rock veio após a Academia condenar o comportamento de Smith e anunciar que considera possíveis sanções. "Iniciamos oficialmente uma revisão formal em torno do incidente e exploraremos outras ações e consequências de acordo com nossos estatutos, normas de conduta e a lei da Califórnia", disse em comunicado emitido nesta segunda. lf (AFP, AP, ots)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar
1