Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Confira as lives dos artistas para hoje, domingo, 6 de junho (06/06)

Acompanhe a agenda das transmissões ao vivo online - live - de artistas nacionais e internacionais para hoje, domingo, 6 de junho (06/06); com lives diárias, cantora Teresa Cristina é uma das atrações de hoje
10:37 | Jun. 05, 2021
Autor - Bemfica de Oliva
Foto do autor
- Bemfica de Oliva Analista de SEO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Confira as lives, transmissão ao vivo via rede sociais, programadas para para hoje, domingo, 6 de junho (06/06), de artistas do Brasil e do mundo. Abaixo está a programação das lives de cada artista ou grupo, com hora e local da transmissão.

Lives de hoje, domingo, 6 de junho (06/06)

15 horas: Paulinho Rezende
Onde: no canal Fitamarela no Youtube

17 horas: Concerto de Bach - Alessandro Santoro, Lívia Lanfranchi, Luís Otávio Santos e Marília Vargas
Onde: no canal Cultura em Casa no Youtube

19 horas: Laerte Késsimos - espetáculo "Ser José Leonilson"
Onde: no YouTube do Sesc São Paulo

Lives diárias

Lives semanais

Lives de sexta-feira

Mais sobre live

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Lives de hoje, sábado, 31 de julho (31/07): Emicida, Alceu Valença e mais

Para ficar em casa
2021-07-31 00:01:00
Autor Miguel Araujo
Foto do autor
Miguel Araujo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

Confira as lives, transmissões ao vivo via redes sociais, programadas para hoje, sábado, 31 de julho (31/07), de artistas do Brasil. Abaixo está a programação das lives de cada artista ou grupo, com hora e local da transmissão.

Lives de hoje, sábado, 31 de julho (31/07)

Peça "Cascavel"
Onde: pelo Sympla

1ª Mostra de Teatro On-line APTI - "Madame Blavatsky" e "Meu Amigo Charlie Brown, o Musical"
Onde: site APTI

15 horas: Espetáculo "A Misteriosa Luz da Casa Verde" - Escola de Teatro Solar Meninos de Luz
Onde: pelo YouTube

15h30min: K-Expo: Festival on-line de cultura coreana
Onde: Centro Cultural Coreano no Brasil no YouTube

18 horas: "Os Pícaros e a Gaivota"
Onde: Porto Dragão no YouTube

19 horas: Manoel Cordeiro em Live
Onde: @sescaovivo no Instagram e Sesc SP no YouTube

20 horas: 22º Festival #ZiriguidumEmCasa – Alceu Valença
Onde: Ziriguidum no YouTube

20 horas: 3YE
Onde: +VIVO
Quanto: a partir de R$ 25

20 horas: Palco Ultra Festival - Fenda, Clara Lima, Roger Deff, Tássia Reis e Emicida
Onde: UNMusic no YouTube

20 horas: Vídeo-performance "Conjunto Todo", de Loreta Dialla
Onde: Dragão do Mar no YouTube 

Lives de sexta-feira

13 horas: Pitty
Onde: no canal da cantora no Twitch

Mais sobre live

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Bolsonaro é chamado de moleque por ministro do STF, diz jornalista

Política
2021-07-30 15:12:07
Autor Vítor Magalhães
Foto do autor
Vítor Magalhães Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

A transmissão ao vivo realizada na última quinta-feira, 29, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na qual ele atacou o sistema eleitoral do País, segue rendendo repercussões entre autoridades do Judiciário. Segundo a jornalista Mônica Bergamo, da Folha, um dos magistrados do Supremo Tribunal Federal (STF) chamou Bolsonaro de "moleque".

Apesar de não citar qual dos ministros fez a afirmação, a reportagem enfatiza que a declaração teria contado com apoio de outros colegas. No Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o clima é similar. O órgão tem três ministros do STF, dentre eles Luis Roberto Barroso, que foi duramente atacado por Bolsonaro na live. Nas redes sociais, a Justiça Eleitoral rebateu cerca de 20 alegações feitas pelo presidente durante a transmissão.

A Secretaria de Comunicação do TSE fez um compilado de links para rebater as alegações apresentadas pelo presidente brasileiro, rebatendo falas que já foram desmentidas por investigações feitas pela Polícia Federal ou pelo próprio tribunal. Apesar disso, parte da corte eleitoral entende que respostas institucionais não têm sido o suficientes para barrar os ataques de Bolsonaro contra a democracia e as eleições.

O diálogo com Bolsonaro, defendido pelo presidente do Supremo, ministro Luiz Fux, passa a ser visto como inviável por outros magistrados na medida em que a tentativa de colocar em dúvida a lisura da eleição presidencial de 2022 aumenta por parte do governo.

Na live em que Bolsonaro disse que apresentaria provas sobre suposta "fraude" nas eleições, Bolsonaro admitiu não ter provas de fraudes no sistema de urnas eletrônicas do Brasil e falou em “indícios” sem apontar nada concreto. O presidente também propagou fake news e recebeu críticas de políticos da oposição e, nos bastidores, de autoridades eleitorais do País.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

O que sobrou dos "pontos positivos" do governo Bolsonaro?

2021-07-30 13:42:23
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Vão caindo um por um os os pontos “positivos” do governo do presidente Jair Bolsonaro, que seus apoiadores usavam para defender a sua administração, embora — os de alma mais delicada — fizessem questão de sacudir as críticas “pontuais”, que diziam ter ao seu governo, para justificar a capitulação.

Paulo Guedes
A primeira moda era que a economia estava em boas mãos: as de Paulo Guedes, com liberdade para implementar seu projeto liberal. Porém, de superministro, Guedes rebaixou-se ao papel de áulico, a versão civil do “um manda outro obedece”.

Boato
O outro boato propagava que, com Bolsonaro, teria havido o fim da corrupção. Mas a CPI da Pandemia revela que o discurso não bate com a realidade, mostrando o reizinho despido. Aliás, sua nudez sempre esteve à vista, para quem tinha olhos para ver.

Toada
A terceira toada era que a criminalidade havia se reduzido em 2019, no primeiro ano do governo Bolsonaro. Parecia bastante óbvio não ser possível que uma política de segurança tivesse resultado tão imediato, mesmo porque em 2018 também houvera queda de mortes. Mas a resposta era que somente o fato de Bolsonaro ter batido o pé na mesa, ameaçando os “bandidos”, teria surtido efeito dissuassório, provocando pânico entre fora da lei, e fazendo recuar a criminalidade.

Realidade
Mas o fato é que a realidade sempre se impõe, exclusive aos que acreditam na teoria da Terra Plana. Segundo o anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), em 2020 as mortes violentas intencionais (MVI) voltaram a crescer, aumentando 4,8% em relação a 2019. Foi o ano mais letal da série, desde 2017.

Segurança
O FBSP atribui o aumento das mortes ao afastamento por licenças médicas no período, de 29,7% dos profissionais de segurança, contaminados pela Covid-19O. Mas lembra o “crescimento expressivo do número de armas em ciruclação”, fruto do afrouxamento das leis promovido por Bolsonaro.

Armas
O anuário estima haver 1.850 milhão de armas nas mãos de civis. E que apenas no Sistema Nacional de Armas o registro de possa cresceu 100% desde 2017. Houve também aumento de registros dos CAC (caçadores, atiradores e colecionadores). Os melhores especialistas em segurança pública repetem um mantra, que o estudo ajuda a confirmar: “Mais armas, mais mortes”.

E é assim, como um castelo de cartas mal ajambrado, vai desmoronando a conversa fiada da “nova política” bolsonariana.

A propósito da “Live”

Na quinta-feira (30/7/2021), em sua “live” (transmissão ao vivo) semanal, finalmente Bolsonaro reconheceu não ter provas de que houve fraude na eleição de 2018, aliás vencida por ele. Mas apresentou “fortes indícios” de uma possível fraude. Ocorre que os “indícios” eram apenas lixo que circula da internet, reciclado pelo presidente.

O mais engraçado foi Bolsonaro dizer que se não há prova de que houve fraude na eleição, também não existe prova de que não houve. Essa é a maior falácia argumentativa de todos os tempos, usada também para defender a cloroquina, hoje, pobrezinha, esquecida até por fanáticos seguidores do “minto”.

Resumindo: melhor não perder mais tempo com as regurgitações de Jair Bolsonaro, mas esperar que as instituições, que “estão funcionando”, tomem providências para enquadrar esse sujeito nos marcos da democracia.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Lives de hoje, sexta-feira, 30 de julho (30/07): Pitty, Larissa Luz e mais

Para ficar em casa
2021-07-30 00:01:00
Autor Miguel Araujo
Foto do autor
Miguel Araujo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

Confira as lives, transmissões ao vivo via redes sociais, programadas para hoje, sexta-feira, 30 de julho (30/07), de artistas do Brasil. Abaixo está a programação das lives de cada artista ou grupo, com hora e local da transmissão.

Lives de hoje, sexta, 30 de julho (30/07)

9 horas: Contação de História - Chicão Oliveira
Onde: Secultfor no Instagram

13 horas: Pitty
Onde: em seu canal na Twitch

15 horas: "Brincar com cacos olhando para trás", com Biarrittzz
Onde: Dragão do Mar no YouTube

15h30min: Flids - Festa Literária da Diversidade Sexual

Onde: no canal do evento no YouTube

18 horas: Espetáculo "Estado de Luta" - Companhia Balé Baião
Onde: Centro Cultural Bom Jardim no YouTube

18 horas: K-Expo: Festival on-line de cultura coreana

Onde: Centro Cultural Coreano no Brasil no YouTube

18h10min: Festival Música da Ibiapaba

Onde: no site do Festival

19 horas: Zé Manoel
Onde: @sescaovivo no Instagram e Sesc SP no YouTube

19 horas: DJ Márcio Fernandes
Onde: YouTube

20 horas: Palco Ultra Festival - Larissa Luz, Kdu dos Anjos, Rico Dalasam e Drik Barbosa
Onde: UNMusic no YouTube

21 horas: Dubdogz + Jord
Onde: YouTube 

Lives de sexta-feira

13 horas: Pitty
Onde: no canal da cantora no Twitch

Mais sobre live

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

TSE desmente alegações de Bolsonaro sobre urna eletrônica em live

POLÍTICA
2021-07-29 20:25:40
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) encaminhou a jornalistas no começo da noite desta quinta-feira, 29, diversas checagens rebatendo pontos do discurso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre supostas fraudes na urna eletrônica. Problemas nas teclas da urna e a suposta exclusividade do Brasil no uso do sistema eletrônico foram alguns dos pontos do discurso do presidente desmentidos pelo tribunal.
No começo da transmissão ao vivo, Bolsonaro disse ter relatos de pessoas que tentaram votar em seu número na eleição presidencial de 2018 e foram impedidos pela urna, ao passo que pessoas que tentaram votar no então candidato do PT, Fernando Haddad, não enfrentaram problemas. O TSE esclarece que, neste caso, as pessoas estavam tentando votar em um candidato a governador e não a presidente -- o que inviabiliza o número "17" na urna.
Em outro momento, o presidente disse que só três países no mundo usam a urna eletrônica, entre eles o Butão. Sobre isso, o TSE esclarece que 23 países usam urnas com tecnologia eletrônica em suas eleições gerais. Outras 18 nações usam a urna em pleitos regionais. "Entre os países estão o Canadá, a Índia e a França, além dos Estados Unidos, que têm urnas eletrônicas em alguns estados", diz um trecho da checagem do TSE.
Em vários momentos da live, Bolsonaro disse que a apuração dos votos será feita "pelos mesmos que tornaram o ex-presidente Lula (PT) elegível e que o tiraram da cadeia". No entanto, a apuração dos votos é feita de forma pública, como explica o TSE.
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags