PUBLICIDADE
Noticia

Bienal Internacional de Teatro do Ceará debate teatro e mito em seminário

Programação gratuita terá encontros online, de 9 a 14 de setembro, com pensadores e criadores de teatro do Brasil e de outros países. Inscrições estão abertas pela plataforma Sympla

06:53 | 09/09/2020
Rosemberg Cariry, cineasta, roteirista, documentarista, produtor, poeta e escritor, participa do Seminário Teatro e Mito (Foto: Deísa Garcêz/Especial para O Povo)
Rosemberg Cariry, cineasta, roteirista, documentarista, produtor, poeta e escritor, participa do Seminário Teatro e Mito (Foto: Deísa Garcêz/Especial para O Povo)

Qual a relação entre o mito e o teatro? A partir desse questionamento, a Bienal Internacional de Teatro do Ceará (Bitce) realiza o Seminário Teatro e Mito, a partir desta quarta-feira, 9, até a próxima segunda-feira, 14 de setembro. A mostra de espetáculos, multi residências e experimentos cênicos trará, em evento gratuito, seis encontros on-line sobre as questões em torno da dramaturgia e das narrativas míticas. As inscrições estão abertas pela plataforma Sympla.

Um dos destaques é a participação do cearense Rosemberg Cariry. O cineasta, poeta e escritor conversa, junto com Wilson Coêlho e Floriano Martins, sobre “Arrabal e o pânico”, nesta quinta-feira, 10 de setembro. O encontro dialoga com o Teatro Pânico do dramaturgo espanhol Fernando Arrabal. Com influências do dadaísmo e do surrealismo, o movimento expressa uma tendência artística atrelada ao absurdo.

A Bienal Internacional de Teatro do Ceará debate como o mito atravessa a história da humanidade e como isso também se insere na criação dramatúrgica. Segundo Rejane Reinaldo, coordenadora da Escola Livre de Teatro da Boca Rica e uma das realizadoras do evento, esta edição traz o conceito da “etnocena”. O teatro, nesse sentido, pode ser visto como um conceito amplo, em que se compreende tradição e contemporaneidade “de forma una, sem dicotomias, sem hierarquias ou hegemonias”.

Para Rejane, também atriz, diretora teatral e pesquisadora, o teatro “alcança o sentido de espetacularidade, tão caro à etnocenologia de Armindo Bião e Jean-Pradier” - estudiosos sobre a presença do corpo e os fenômenos espetaculares. “Teatro abrange as formas primordiais da cena do mundo, como os dramas e os reisados, mas também chega aos grupos teatrais habitantes de um mesmo tempo, o contemporâneo”. Essa tessitura múltipla, em que se contemplam as diversas capacidades de imaginar e fabular, permite ver as cenas do mundo “sem limites ou bordas”.

Ainda de acordo com a coordenadora, após o Seminário, a mostra internacional segue com as multi residências e experimentos cênicos no mês de outubro. Em novembro, acontecem os espetáculos. Nesta edição, a Bienal Internacional do Ceará produzirá um livro catálogo abordando a temática dos mitos e do teatro, a partir dos debates do Seminário e das experiências variadas.

As atividades reunirão, ao todo, pensadores de diversos países, como Argentina, Espanha, França, Portugal, Peru, Chile e Itália; além do Brasil, com representantes dos estados do Ceará, Pará, Acre, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e de Minas Gerais. De acordo com a organização, serão 40 apresentações, 300 artistas, criadores pesquisadores e técnicos envolvidos, além de atividades em Fortaleza, Juazeiro do Norte e Sobral.

Programação

Dia 9 de setembro (quarta-feira), de 19 horas às 21 horas
Artaud e a peste
Luciana da Costa Dias (Brasil / UFOP), Stephane Brodt (França / Brasil / Teatro Amok), Ana Teixeira (Brasil/Teatro Amok) e Wilson Coêlho (Brasil).

Dia 10 de setembro (quinta-feira), de 19 horas às 21 horas
Arrabal e o pânico
Rosemberg Cariri (Brasil / Cariri Filmes), Wilson Coêlho (Brasil) e Floriano Martins (Brasil).

Dia 11 de setembro (sexta-feira), de 19 horas às 21 horas
Teatro e ritual
Adelice Souza (Brasil / Ufac) e Zeca Ligiero (Brasil / Unirio)

Dia 12 de setembro (sábado), de 16 horas às 18 horas
Mitos da voz no teatro
Enrique Pardo (Panthéâtre / França) e Thales Branche (Pará / Ufac)

Dia 13 de setembro (domingo), de 16 horas às 18 horas
Teatro e máscara
Armando Nascimento Rosa (Portugal / Estc / Ipl / Ciac) e Oswald Barroso (Brasil / Uece)

Dia 14 de setembro (segunda-feira), de 19 horas às 21 horas
Mascarados
Fabianna Mello (Brasil /Cia Dos Bondres) e Dane de Jade (Brasil / Ong Beatos)

Sujeita a alteração.


Serviço

Seminário Teatro e Mito da Bienal Internacional de Teatro do Ceará
Quando: de 9 a 14 de setembro de 2020
Inscrições: por meio da plataforma Sympla
Mais informações: (85) 9 8784.1374 e [email protected]