PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Dez pessoas são infectadas por Covid-19 após ensaio presencial da orquestra Jazz Sinfônica

22 pessoas participaram do ensaio ocorrido no início de agosto; apenas dois infectados apresentam sintomas

17:25 | 23/08/2020
Desde julho, orquestras e teatros vêm realizando apresentações com transmissão ao vivo nos palcos de São Paulo (Foto: Daniel Choma/Divulgação)
Desde julho, orquestras e teatros vêm realizando apresentações com transmissão ao vivo nos palcos de São Paulo (Foto: Daniel Choma/Divulgação)

Dez integrantes da orquestra Jazz Sinfônica foram infectados pelo coronavírus após exposição dos colaboradores em ensaio presencial no Teatro Franco Zampari, em São Paulo (SP). No total, 17 músicos e cinco técnicos estiveram presentes no ensaio ocorrido em 7 de agosto. As informações são da revista Concerto.

De acordo com informações da publicação, a Jazz Sinfônica havia retomado os ensaios para futuras gravações para a TV Cultura. Logo após um dos ensaios, o planejamento foi interrompido quando um dos músicos integrantes relatou que teve contato com uma pessoa infectada por Covid-19. Nos dias seguintes, diversos músicos e membros da equipe técnica de gravação testaram positivo para o coronavírus. Dos dez infectados, apenas dois apresentam sintomas, mas passam bem.

Desde julho, orquestras e teatros vêm realizando apresentações com transmissão ao vivo nos palcos de São Paulo. As performances não contam com a presença de público e seguem protocolos de segurança baseados em critérios sanitários apresentados pelo Fórum Brasileiro de Dança, Ópera e Música de Concerto.

Dentre outras medidas, as recomendações sanitárias prevêem o distanciamento mínimo entre os artistas, o uso de protetores individuais, a duração controlada do ensaio, instrumentistas de sopro separados por placas de acrílico, não compartilhamento de objetos e mais.

Em nota enviada à revista concerto, a Fundação Padre Anchieta (FPA), atual gestora da Jazz Sinfônica, informou que a orquestra retomou os ensaios cumprindo todos os protocolos de segurança com base nas orientações de órgãos governamentais.

“Tendo ocorrido a contaminação de alguns colaboradores, a direção da FPA determinou a suspensão imediata dos ensaios e colocou sua equipe médica à disposição de todos, que também têm recebido total apoio da área de Recursos Humanos”, informou a Fundação, também relatando que “os positivados foram afastados e estão tendo acompanhamento constante do departamento médico da Fundação. Felizmente, os casos foram assintomáticos ou com sintomas leves”.