PUBLICIDADE
Noticia

Maior evento de cultura pop do Estado, Sana é adiado para dezembro

Evento foi remarcado devido ao novo coronavírus e planeja edição virtual para o mês de julho

Natália Coelho
22/04/2020 17:21:39
Edição de 20 anos do Sana foi reagendada para dezembro deste ano
Edição de 20 anos do Sana foi reagendada para dezembro deste ano (Foto: ALEX GOMES em 15/12/2018)

O Sana, evento de cultura pop, geek e asiática, foi remarcado para o dias 18, 19 e 20 de dezembro. Prevista para julho deste ano, a edição teve de ser remarcado devido à quarentena causada pelo novo coronavírus. Neste ano, o Sana completaria 20 anos em um festival comemorativo.

A feira multitemática ocorre geralmente duas vezes ao ano, nos meses de férias. Para não deixar passar julho em branco, a organização do Sana anuncia que está planejando alguma versão do evento de forma virtual. “Estamos construindo um projeto onde a gente vai ousar no âmbito digital, mas ele ainda está sendo desenhado e precisamos que as empresas parceiras abracem a causa para ele sair do papel”, explica Ricardo Busgaib, um dos organizadores.

Ricardo ainda menciona que o evento virtual pode ser uma maneira de também continuar com o lado social do Sana, que vem contribuindo com instituições. “Seria um momento de união, mas também para tentar ajudar quem está precisando. A ideia é que a gente gerasse entretenimento, de preferência gratuito, nesse tempo de isolamento”.

Maior evento de cultura geek do Norte/Nordeste, o Sana é conhecido por abordar principalmente a cultura japonesa, mas também assuntos pop, como séries, livros, filmes, histórias em quadrinhos e outras linguagens.

Segundo Ricardo, a ideia ao adiar o evento é contribuir para as recomendações do Ministério de Saúde, de contribuir com o isolamento no Estado. ”Temos 20 anos de estrada, e neles passamos por vários perrengues, nunca foi fácil. Esse ano especificamente tem sido de fato da grande desafio. O recado que queremos passar com esse adiamento é o ‘fique em casa’, para que em dezembro o evento ocorra em sua plenitude”.

 

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >