Participamos do

Nova temporada do projeto "Os Cearenses" é lançada com homenagem a Evaldo Gouveia

Homenageado em noite de lançamento da nova temporada de "Os Cearenses", Evaldo Gouveia ganha docudrama com composições interpretadas por artistas cearenses
23:56 | Jul. 10, 2019
Autor Lucas de Paula
Foto do autor
Lucas de Paula Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Com 12 composições interpretadas na voz de artistas cearenses, Evaldo Gouveia ganha homenagem em docudrama que condecora sua obra e carreira. Em noite especial para convidados, a nova temporada do projeto “Os Cearenses” teve lançamento realizado nesta quarta-feira, 10, durante evento no restaurante Cantinho do Frango. Produzido pela Fundação Demócrito Rocha com apoio do Governo do Ceará e da Assembleia Legislativa, os episódios de cerca de 25 minutos serão exibidos pela TV O POVO a partir desta quinta-feira, 11 de julho.

A solenidade iniciou com a apresentação de Cliff Villar, diretor corporativo do Grupo de Comunicação O POVO. Em gesto simbólico, ele entregou o primeiro DVD do projeto para Liduína Lessa, esposa do artista. Em seguida, o compositor Fausto Nilo também foi chamado ao palco, recebendo quadro em menção ao amigo e parceiro de obra, com quem escreveu Esquina do Brasil.

Em declaração ao O POVO Online, Fausto endossou a relação dos dois, que para além do profissional, permeia a vida pessoal de ambos. “É um grande amigo que eu fiz. É um artista e compositor da minha admiração. Desde criança conheço a obra toda e um dia esse homem me convida para fazer junto dele uma canção… e aí nossa amizade até hoje é isso”.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Passando recentemente por uma pneumonia, Evaldo não pôde comparecer ao evento. Devido a essa complicação, o médico do artista optou para que não fosse à solenidade. Em seu lugar, a esposa Liduína o representou na homenagem. “É um compositor, cantor, violonista e já fez vários tipos de canções. Ele tem 1.200 canções, dentre todos os gêneros. Foi muito importante essa nova roupagem, esses novos talentos cantarem Evaldo Gouveia. Ele tá muito feliz mesmo e gostaria muito de ter vindo”, declarou Liduína ao O POVO Online.

Roberta Fiúza, cantora e uma das intérpretes do DVD
Roberta Fiúza, cantora e uma das intérpretes do DVD (Foto: JULIO CAESAR)

Com nomes em ascensão no cenário cearense, o projeto incentiva tanto a nova geração a conhecer o trabalho de Evaldo, como as mais antigas a descobrirem os novos talentos da terra. É o caso das bandas Renegados e De Blues Em Quando e dos cantores Nayra Costa, Lidia Maria, Pedro Frota, Camila Marieta, Bidu Noronha, Roberta Fiuza e Marcos Lessa, além dos intérpretes de Esquina do Brasil Ivonilo Praciano (jornalista do O POVO) e Nonato Luiz ,  que fazem parte do docudrama.

Roberta canta “Brigas”, e sempre teve as canções de Evaldo como parte da sua vida e também da trajetória artística. A relação com o repertório do artista é tanta que ela chegou a cantar uma abertura de carnaval no ano em que o artista foi homenageado. “Faz parte da minha história musical. Aprendi Brigas com meu pai tocando violão em casa e cantando. Eu tô muito feliz, muito honrada. Ele é um artista nosso, um compositor nosso, que apoia a nossa geração, sempre apoiou”.

A diversidade das canções do repertório de Evaldo e a importância de trazer essa releitura é algo que fica claro durante o projeto. Para o diretor Cliff, o ponto mais importante é criar o diálogo entre as gerações. “Eu acho que a gente criar essa ponte é o mais importante. A obra dele é uma obra universal, extremamente atual, com muita qualidade. É um dos grandes músicos e compositores que nós temos no Brasil, com uma diversidade incrível. Eu acho que trazer essa releitura da obra dele é muito importante”.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags