PUBLICIDADE
Vida & Arte
alta-costura

Estilista Hubert de Givenchy morre aos 91 anos

A obra de Hubert de Givenchy influenciou a moda mundial, com trabalhos, como o vestido tubinho preto de Audrey Hepburn, em "Bonequinha de luxo" (1961)

10:49 | 12/03/2018

Foto: Bart Maat / AFP
 

O estilista Hubert de Givenchy, lenda da alta-costura, conhecido por sua colaboração com a atriz Audrey Hepburn, morreu aos 91 anos. O anúncio foi feito nesta segunda-feira à AFP por seu companheiro em um comunicado.

 

"O senhor De Givenchy faleceu enquanto dormia no sábado, 10 de março de 2018", informou o também estilista Philippe Venet.

Desde seu primeiro desfile, em 1952, até quando abandonou, em 1995, a maison que levava seu nome, vendida em 1988 para o grupo LVMH, Hubert de Givenchy marcou o mundo da moda pela elegância de suas criações, como o famoso vestido tubinho preto usado por Audrey Hepburn em "Bonequinha de luxo" (1961).

"Entre os criadores que colocaram Paris definitivamente no topo da moda mundial a partir dos anos 1950, Hubert de Givenchy deu a sua casa de modas um lugar à parte. Tanto por seus vestidos longos de gala, como por seus trajes diários, Hubert de Givenchy soube reunir duas qualidades raras: ser inovador e atemporal", reagiu Bernard Arnault, presidente da LVMH.

A maison Givenchy também prestou homenagem a seu fundador, uma "personalidade inesquecível do mundo da alta-costura francesa, símbolo da elegância parisiense durante mais de meio século".

"Hoje ainda, sua abordagem da moda e sua influência perduram. Sua obra continua sendo tão pertinente hoje como antes", acrescentou a empresa em um comunicado.

Uma grande exposição do trabalho de Givenchy foi realizada no ano passado, em Calais, no norte da França, região de que o estilista era originário.

 

AFP