Participamos do

Scanner intraoral evolui tratamento ortodôntico e promove inclusão

De origem israelense, o scanner intraoral promove menos desconforto e permite atendimento de grávidas e pessoas em tratamento contra tumores cancerígenos.
08:43 | Dez. 07, 2021
Autor Hamilton Nogueira
Foto do autor
Hamilton Nogueira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um scanner intraoral que promove menos desconforto para pacientes que necessitam de intervenção ortodôntica, e permite o tratamento, até então impossível, de mulheres grávidas e pessoas em tratamento contra tumores cancerígenos, tem trazido evolução para o setor.

A tecnologia, de origem israelense, permite um escaneamento dos pacientes de forma a produzir um molde da boca do paciente – antes feito com uma massa própria, o que gerava muito incômodo, explica o odontólogo Anderson Marques, especializado em ortodontia estética restauradora pela USP de Ribeirão Preto.

“O Scanner iTero Element, faz uma leitura virtual cujo resultado gera um modelo em 3D. Com isso a gente manda o modelo para invisalign confeccionar os aparelhos ortodônticos. A gente também tem a condição de mandar para laboratório de prótese para confeccionar dentes de porcelana”, detalha o odontólogo.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O iTero Element, comenta Anderson, ainda consegue por meio de imagem infravermelho diagnosticar algumas cáries, eliminando assim a necessidade de radiografar pacientes que estão em tratamento de radioterapia contra o câncer ou pacientes grávidas, que se beneficiam muito do diagnóstico durante essa fase porque podem ser diagnosticados sem a radiografia.

“Esse aparelho facilita muito a comunicação do dentista com o paciente e também facilita muito o tratamento ortodôntico que passa a ser mais estético, mais rápido, previsível e confortável”, finaliza.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente