PUBLICIDADE
Tecnologia
NOTÍCIA

TIM ativará rede 5G experimental em Fortaleza até março de 2021

Conexão 5G DSS utiliza redes já existentes para fornecer velocidades maiores, mas não tem outros benefícios do 5G "real"; outras 11 cidades também receberão a tecnologia

Bemfica de Oliva
23:11 | 16/12/2020
Operadora já atua com 5G DSS para conexões residenciais nas cidades de Bento Gonçalves (RS), Três Lagoas (MS) e Itajubá (MG) (Foto: Divulgação/TIM)
Operadora já atua com 5G DSS para conexões residenciais nas cidades de Bento Gonçalves (RS), Três Lagoas (MS) e Itajubá (MG) (Foto: Divulgação/TIM)

A TIM iniciará a operação de sua rede 5G experimental em Fortaleza até março de 2021. A informação foi dada por executivos da operadora em coletiva por vídeo com jornalistas nesta quarta-feira, 16.

A nova conexão usa a tecnologia DSS (Compartilhamento Dinâmico de Espectro, na sigla em inglês), que aproveita redes já existentes para oferecer maiores velocidades de internet. A TIM já opera desta forma em serviços de internet residencial nas cidades de Bento Gonçalves (RS), Três Lagoas (MS) e Itajubá (MG). Claro e Vivo também utilizam essa tecnologia.

Apesar do nome, o 5G por DSS não é um 5G "real". As redes de quinta geração oferecem vantagens além da velocidade, como menor latência (tempo de comunicação entre o dispositivo e a antena da operadora) e a possibilidade de comunicação entre vários dispositivos, na chamada "Internet das Coisas" (IoT). O 5G definitivo só deve começar a ser comercializado no Brasil após o leilão das frequências realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que deve acontecer no primeiro semestre de 2021.

Além da capital cearense, outras 11 cidades devem receber o 5G DSS em breve. Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP) estrearão as redes até o fim de 2020. Belém (PA), Campinas (SP), Florianópolis (SC), Recife (PE), Salvador (BA) e Santos (SP) têm prazo igual ao de Fortaleza, e iniciarão as operações no primeiro trimestre de 2021.