PUBLICIDADE
Tecnologia
NOTÍCIA

Cometa Neowise se aproxima da Terra e poderá ser visto a olho nu durante o mês de julho

Segundo a Nasa, não há risco de colisão com a Terra

08:49 | 08/07/2020
O Neowise será um dos poucos cometas que poderão ser vistos a olho nu no século XXI. (Foto: SHAKEEB/APOD/Nasa)
O Neowise será um dos poucos cometas que poderão ser vistos a olho nu no século XXI. (Foto: SHAKEEB/APOD/Nasa)

Detectado em março pela agência espacial norte-americana (Nasa), o cometa Neowise está se aproximando da Terra. O Neowise será um dos poucos cometas que poderão ser vistos a olho nu no século XXI. O "iceberg interplanetário", como foi descrito pela Nasa, tem uma trajetória que vai o deixar mais perto da Terra e poderá ser visto durante quase todos os dias de julho. Ele deve chegar ao ponto mais próximo da Terra em 23 de julho.

Antes de chegar à Terra, o cometa passou por outros planetas. Na semana passada, o Neowise esteve bem perto do Sol e viajou pela órbita de Mercúrio. O cometa foi fotografado, no começo desta semana, enquanto passava pelo céu do Líbano. Na segunda-feira, 6, o C/2020 F3 foi avistado no céu da Hungria.

Os cometas são feitos de gás, gelo e poeira e se formam no disco rotativo de matéria (disco protoplanetário) que orbita em torno de uma estrela, e onde costuma surgir planetas, asteroides e outros corpos celestes.

A fotografia (acima) foi escolhida, nesta terça-feira, 7, pela Nasa como a Foto Astronômica do Dia. O C/2020 F3 já resistiu ao aquecimento do Sol e está passando pela Terra, antes de iniciar sua jornada para fora do Sistema Solar.

Via Rede Nordeste