PUBLICIDADE
Tecnologia
Noticia

Nova versão do iOS, da Apple, é criticada e já receberá atualização

iOS 13 adiciona funções aos aparelhos, mas foi criticada por problemas; data marca também início das vendas da nova linha de iPhones e Apple Watch

17:00 | 23/09/2019
O iOS 13 foi disponibilizado para atualização na semana passada
O iOS 13 foi disponibilizado para atualização na semana passada(Foto: reprodução)

A Apple liberou para download, na semana passada, a atualização do sistema operacional iOS, agora em sua 13ª versão. Foram iniciadas, também, as vendas do trio iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max, além do Apple Watch Series 5, anunciados no último dia 10. Os aparelhos serão vendidos inicialmente em 30 países, mas ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

A maior novidade do sistema operacional iOS13 é o tema escuro para a interface, algo esperado há muito tempo pelos usuários. A opção pode ser configurada para funcionar continuamente ou apenas durante a noite e deve ser especialmente útil para usuários dos iPhones X, XS e XS Max. Estes aparelhos possuem tela tipo Oled, que consome menos bateria quando exibem imagens escuras.

O aplicativo Fotos, por sua vez, passou por uma grande reformulação. A galeria agora conta com uma função que escolhe automaticamente as melhores imagens, além de permitir edição das fotografias. A ferramenta se assemelha a aplicativos que já existiam na App Store, mas agora é integrada ao sistema.

Há também novidades no aplicativo de mapas, no CarPlay (modo “computador de bordo” para veículos com conexão Bluetooth), mudanças no acesso a sensores do aparelho, como Bluetooth e GPS, possibilidade de digitar deslizando o dedo pelo teclado, pesquisa no aplicativo Mensagens, entre outras funções adicionadas ou aprimoradas.

Recheado de erros

Mas a atualização também trouxe problemas a diversos usuários. Os relatos dão conta de travamentos na tela inicial e no aplicativo de e-mail, lentidão na câmera, quedas de sinal de celular, datas de fotos mudando subitamente na galeria, além de problemas nos aplicativos Mensagens e na função AirDrop. Alguns usuários relataram, também, consumo excessivo de energia.

Isso levou jornalistas da área, como Dieter Bohn, do The Verge, a questionar se a Apple pode ter forçado a liberação do iOS 13 antes que estivesse pronto. Há duas hipóteses sobre o motivo.

A primeira foi levantada por Charles Arthur, do OneZero: a Apple teria apressado o envio da nova linha de iPhones, da fábrica na China, devido à ameaça do presidente estadunidense, Donald Trump, de aumentar os impostos de importação para o país asiático. Como as novas versões do sistema são liberadas no início das vendas dos iPhones mais recentes, portanto, a data foi definida antes que o desenvolvimento estivesse concluído.

A segunda teoria foi sugerida por Jon Mitchell, do Inside Apple, que explica que o novo Apple Watch necessita do iOS 13 para funcionar. Os iPhones antigos precisariam ter a atualização liberada o quanto antes, pois as vendas do relógio inteligente também deveriam ser iniciadas.

A primeira correção, iOS 13.1, estava prevista para o dia 30 de setembro, mas a Apple resolveu adiantar para a próxima quarta feira, 24. A diferença, portanto, será de apenas cinco dias entre as duas versões. O conselho é manter seu iPhone no iOS 12 até a próxima semana, para não correr o risco de surpresas desagradáveis após a atualização.

TAGS