PUBLICIDADE
Tecnologia
Deu match

Facebook conversa com desenvolvedores de ferramenta de paquera criada por cearenses

Nesta semana, o Messenger Match deve lançar uma opção de superexposição para os usuários

15:57 | 09/05/2019
Chatbot de paquera cearense tem mais de um milhão de usuários espalhados em 30 países
Chatbot de paquera cearense tem mais de um milhão de usuários espalhados em 30 países(Foto: Reprodução/ Messenger Match)

O gigante Facebook procurou o Messenger Match (MM), chatbot criado por cearenses, para entender o funcionamento do assistente virtual de paquera. Com mais de um milhão de usuários, espalhados em mais de 30 países, a ferramenta genuinamente cearense tem chamado atenção pela simplicidade e pelos "superpoderes" em facilitar encontros e relacionamentos. 

O interesse demonstrado pelo MM ocorre no momento em que o gigante das redes sociais lança o Dating e entra no páreo para disputar o mundo da paquera com o Tinder. Além disso, a empresa de Mark Zuckerberg tentar resgatar usuários para as plataformas do conglomerado. Em fevereiro último, os fundadores do Messenger Match encontraram-se em São Paulo com os responsáveis por parceiros do Facebook na América Latina.  

Desenvolvido há pouco mais de um ano, não é necessário baixar outro aplicativo para utilizar o cearense MM, que funciona dentro do próprio Messenger. Há duas formas de acessar: pelo site do próprio Messenger Match, onde o usuário faz login com e-mail e senha usados para acessar o Facebook; ou, apenas pesquisar por “messenger match”, nas conversas da rede social.

Depois de localizado, o robô pergunta a idade do usuário e a idade das pessoas que quer conhecer. Além disso, para tornar a experiência mais próxima, o MM solicita a localização da pessoa; depois, o interessado começa a receber indicações de pretendentes. Com bases nas informações que você envia, ele procura pessoas que se encaixem no perfil desejado. O solteiro tem duas opções: like, quando tem interesse em quem aparece, ou nope, quando não tem.

Aqueles mais determinados em conhecer um novo crush podem ativar o superpoder na rede social, recurso pago, para aumentar as chances de dar match. Configuração ativada, a pessoa vai aparecer primeiro para quem deu “like” e também para quem estiver na mesma cidade. Além disso, deve aparecer para o usuário que o curtiu.

Thiago Amarante, co-fundador do Messenger Match, não conta muitos detalhes da conversa que teve em São Paulo com o Facebook. No entanto, destaca que a rede social se interessou após os números de usuários e interações apresentados pelo chatbot cearense. Os apontamentos apresentados pelo Facebook ajudam a melhorar a experiência do usuário no Messenger Match, adianta. Para ele, o recursos utilizados pelo produto do Ceará podem colaborar com a tentativa de trazer novamente para a empresa de Zuckerberg. 

Por outro lado, Amarante adianta um recurso de superexposição a ser lançado nesta semana. "A pessoa vai aparecer primeiro para outras. A ideia é que ele consiga fazer um match mais rápido naquela hora", resume. Além disso, o usuário poderá usar imagem que não seja a do Facebook. 

Italo Cosme/ especial para O POVO