PUBLICIDADE
Tecnologia
MIT

Jogo em que usuários poderão controlar um ser humano é lançado no Halloween

BeeMee é um game de realidade aumentada desenvolvido pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts. Jogadores serão "transportados" para um ambiente totalmente assombrado

14:50 | 31/10/2018
BeeMee é um game de realidade aumentada desenvolvido pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (Foto: Divulgação / BeeMee)

Neste 31 de outubro, porém, pessoas de todo o mundo poderão ir além dos pedidos de “gostosuras ou travessuras” e das festas à fantasia no Halloween. Cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, sigla em inglês) desenvolveram um jogo em que usuários poderão controlar um ser humano “para salvar a humanidade”.
  
Desde 2016 que cientistas do MIT criam experiências assombrosas no Halloween. Naquele ano, foi desenvolvido o programa de inteligência artificial Nightmare Machine, que convertia fotos normais em imagens horripilantes. Um ano depois: o software Shelley, que escrevia as próprias histórias de horror. Para este ano, é vez do jogo de realidade aumentada BeeMee.
  
O game é descrito como “socialmente massivo e imersivo”, que quer “lançar uma nova luz sobre o potencial humano na nova era digital”. Os desenvolvedores explicam que à meia noite do dia 31 de outubro, uma pessoa “desistirá” de seu livre-arbítrio e passará a ser controlada por usuários online.
  
(Foto: Reprodução / BeeMee)
  
A história que será seguida é de Zookd, uma inteligência artificial, que teria sido solta na internet “acidentalmente” para cumprir objetivos “maléficos”. Para isso, a missão dos usuários será a de controlar as ações de um ser humano real, de forma coletiva. Caso contrário, as consequências de uma derrota serão “desastrosas para a humanidade”.
  
Um ator treinado será a pessoa controlada no BeeMee. O foco é saber se o agente seria capaz de salvar o mundo, ou melhor: se a humanidade seria capaz de se salvar. Como este é um game coletivo, qualquer pessoa poderá sugerir ações do personagem, porém somente aquelas mais aprovadas pelos demais usuários serão executadas.
 
 
Lembrete: estão proibidas ações que violem as leis americanas ou que coloque em risco a vida do ator, ou a sua privacidade.
  
Redação O POVO Online