PUBLICIDADE
Notícias

Facebook: campanha maliciosa se espalha entre usuários no Brasil

Os usuários infectados espalham postagens com temas sensacionalistas como: traição entre famosos ou conteúdos pornográficos

16:23 | 24/05/2016
NULL
NULL

Nos últimos dias, uma massiva campanha maliciosa vem atingindo os usuários do Facebook no Brasil. Um relatório do Instituto de Segurança Kaspersky Lab mostra que as vitimas têm seu perfil usado por uma aplicação para compartilhar links de supostos vídeos entre seus contatos.

Os usuários infectados espalham postagens com temas sensacionalistas como: traição entre famosos ou conteúdos pornográficos. A maioria dos posts exibe vídeos do domínio "motoresporte.com". Ao clicar no link, será solicitado ao usuário a autorização para acessar uma aplicação interna do Facebook no perfil.
[FOTO2]
Ao fazê-lo, o proprietário da conta passa o controle e seus dados pessoais para as mãos dos criminosos, que passa a usar o perfil para ampliar os compartilhamentos dos vídeos na rede social. De acordo ainda com o relatório, o aplicativo usa mais de 90 domínios que não contém qualquer conteúdo quando acessado.

[SAIBAMAIS3]O analista sênior de segurança da Kaspersky no Brasil, Fabio Assolini, explica que o Facebook acaba também sendo enganado, porque a ação maliciosa atua dentro das próprias regras da rede social, pedindo a autorização do usuário e sem usar qualquer código suspeito. "Todo o processo acontece dentro da rede social, com a instalação da aplicação maliciosa diretamente no perfil da vítima", ressalta.

Para remover o aplicativo no Facebook, o usuário terá que abrir as configurações da sua conta na versão para PC da rede social e clicar na guia "Aplicativos". Remova todos os aplicativos desconhecidos instalados no seu perfil, os dessa campanha se apresentam como aeroplay.top, aguiavideos.top pi asiavideos.top, entre outros gêneros. Após feita a remoção, o usuário tem que trocar a senha de acesso ao seu perfil. O Facebook já foi alertado sobre a propagação do vírus no Brasil, segundo a Kaspersky.

[FOTO3] 

Redação O POVO Online
TAGS