PUBLICIDADE
Notícias

Brasileiros com nomes considerados ofensivos têm contas desativadas

O brasileiro Nilmar Piroca teve sua conta desativada sem nunca ter recebido qualquer notificação

21:06 | 16/07/2014
Apesar da simplicidade para usar o Facebook, alguns brasileiros têm tido problemas para utilizar a rede. A rede social não permite que usuários usem palavras ofensivas em nomes de perfis e isso tem causado problemas com usuários que tentam usar seus sobrenomes reais.

Esse é o caso do usuário Nilmar Piroca, de 25 anos, usuário do Facebook desde 2010 e que teve a conta desativada sem nunca ter recebido qualquer notificação. Nilmar teve que entrar em contato com a central de ajuda do Facebook, mas mesmo tendo enviado a solicitação para reaver a conta e uma cópia da CNH, comprovando que sempre usou seu nome real, recebeu uma resposta negativa do Facebook.

Nilmar só teve sua conta de volta, após uma rádio do Rio Grande do Sul noticiar sua história e atrair a atenção da rede social. Ele comemorou em uma publicação na própria rede. “Depois de toda vergonha que passei, eu voltei. Porque esse é meu Nome. Essa é minha Família. Os quais todos foram desrespeitados”, lembrando seus parentes, que seguem sem acesso às suas contas.

Outro brasileiro com o problema é Luís Henrique Fuck, que nunca conseguiu usar seu nome real. Apesar de não ter sua conta desativada, ele conta que sua família sempre driblou as regras da rede abreviando o sobrenome para “F” ou “Fuc”.

A rede social tem algumas politicas em relação aos nomes usados nos perfis. Símbolos, números, repetição de caracteres ou pontuação, letras em mais de um idioma, apelidos ou palavras ofensivas, são algumas das proibições. Logo que alguma dessas violações é identificada, a conta é desativada. O Facebook orienta usuários a utilizarem nomes alternativos ou entrarem contato por meio um formulário, caso tenha algum problema como os de Luís Henrique ou de Nilmar.

Redação O POVO Online

TAGS