Participamos do

Média de idade em que alemãs se tornam mães passa de 30 anos

00:02 | Mai. 11, 2022
Autor DW
Tipo Notícia

Com cerca de 82 milhões de habitantes, Alemanha tenta há anos aumentar sua taxa de natalidadeMulheres esperam cada vez mais para dar à luz na Alemanha, e idade média supera os 30 pela primeira vez. Apenas 0,8% das mães de primeira viagem têm menos de 18 anos. Na Europa, Itália é país com média mais alta.Pela primeira vez na história, a média de idade das mães de primeira viagem, ou seja, que dão à luz a sua primeira criança, ultrapassou a média dos 30 anos, em 2020, na Alemanha. Conforme dados publicados nesta terça-feira (03/05) pela agência alemã de estatísticas Destatis, a média de idade saltou para 30,2, ligeiramente superior a uma década atrás, quando era de 29 anos. Somente 0,8% das mães de primeira viagem têm menos de 18 anos. Por outro lado, 2,9% das mulheres que deram à luz em 2020 tinham no mínimo 40 anos. A agência registrou cerca de 360 mil bebês recém-nascidos naquele ano. Em paralelo a esses dados, a Alemanha já havia reportado crescimento populacional zero em 2020, com a pandemia de coronavírus aumentando o número de mortes e limitando a migração. De acordo com a Statista, especializada em dados e estatísticas, naquele ano ocorreram 985 mil mortes e 773 mil nascimentos. O país, que tem cerca de 82 milhões de habitantes, tenta há anos aumentar sua taxa de natalidade, motivando as mulheres a terem filhos, a fim de gerar força de trabalho suficiente para suprir suas demandas econômicas no futuro. A Alemanha tem uma das menores taxas de fertilidade – que é a estimativa de quantos filhos uma mulher pode ter ao longo da vida – de todo o mundo. Em uma lista de 2019 com 190 países do site Global Economy, também focado em estatísticas, a Alemanha aparece em 156º lugar. Nesse sentido, as autoridades alemãs também trabalham para atrair jovens estrangeiros para preencher o mercado de trabalho e terem filhos no país. Normalmente, esses imigrantes tendem a ser jovens, formados, empregados e mais propensos a ter família. Os dados mais recentes mostram que mais de um quarto das pessoas que vivem atualmente na Alemanha ou são estrangeiras ou têm pelo menos um dos pais que nasceu no exterior. Leste Europeu reduz a média Outros países da União Europeia seguem a tendência alemã no que diz respeito à média de idade das mães de primeira viagem. No entanto, contando todas as nações do bloco, a média ainda está abaixo dos 30 anos – muito devido aos números vindos de países do Leste Europeu, como Eslováquia (27,2), Romênia (27,1) e Bulgária (26,4). Por outro lado, a maior média de idade em que mães dão à luz o primeiro filho é da Itália, com 31,4. O país é seguido por Espanha (31,2) e Luxemburgo (31) no ranking. No Brasil, nas últimas décadas, houve uma clara mudança de perfil das mulheres que decidem dar à luz pela primeira vez. Conforme levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2021, em uma década houve aumento de 63% no número de mulheres que se tornaram mães pela primeira vez com idade entre 35 e 39 anos. gb (DW, ots)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar