PUBLICIDADE
Saúde
NOTÍCIA

Fóssil de papagaio gigante é descoberto na Nova Zelândia

10:47 | 09/08/2019
Espécie, que viveu há 19 milhões de anos, media quase um metro de altura e pesava cerca de sete quilos. Pesquisadores acreditam que ave não voava e se alimentava de animais menores.Pesquisadores da Nova Zelândia descobriram o fóssil de um papagaio gigante que viveu há 19 milhões de anos. A espécie tinha quase um metro de altura e pesava cerca de sete quilos, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira (07/08) na revista especializada Biology Letters. O papagaio recebeu o nome de Heracles inexpectatus, em referência ao deus-herói da mitologia grega Héracles (Hércules, na mitologia romana), conhecido pela sua força física e bravura. Devido a sua constituição física, os pesquisadores acreditam que a espécie gigante provavelmente não voasse e se alimentasse, sobretudo, de plantas, muito embora as dimensões do seu bico indiquem que ele pudesse comer outras coisas, inclusive aves menores. "O Heracles, como maior papagaio de todos os tempos, sem dúvida tinha um bico enorme, que poderia destroçar amplamente tudo que se imaginava, podendo comer além dos alimentos tradicionais para a espécie, talvez até outros papagaios", afirmou Mike Archer, da Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália. Os fósseis da ave foram descobertos perto da cidade de Saint Bathans, na ilha Sul da Nova Zelândia, em 2008. Os pesquisadores inicialmente pensaram que os restos encontrados fossem de algum tipo de águia e só se deram conta da importância da descoberta ao reexaminar o material no início deste ano. O papagaio gigante vivia na região de uma floresta rica em espécies de palmeiras e louros. O Heracles inexpectatus mede duas vezes o tamanho do kakapo, uma espécie de papagaio noturno endêmico na Nova Zelândia, considerado o maior papagaio do mundo. A região onde foram encontrados os vestígios do papagaio gigante é rica em fósseis da época geológica do Mioceno, entre cerca de 24 milhões de anos e cinco milhões de anos. No ano passado, pesquisadores descobriram restos de um morcego gigante que viveu neste local há 19 milhões de anos. O animal tinha três vezes o tamanho de um morcego moderno médio e pesaria 40 gramas. A Nova Zelândia é conhecida pelas suas aves não voadoras com dimensões imponentes, como a moa, parecida com a avestruz, chegando a medir 3,6 metros de altura, e que desapareceu no final do século 18. CN/lusa/afp ______________ A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | App | Instagram | Newsletter

Fonte: DW | dw-world.de

TAGS