PUBLICIDADE
Saúde
SAÚDE

Sesa e ISGH devem apresentar ao TCE plano de ações para melhorias nos serviços hospitalares

O objetivo é o aperfeiçoamento na gestão das Unidades Hospitalares de Média e Alta Complexidade

15:44 | 21/06/2018
O HGF foi um dos hospitais em que se detectou vulnerabilidade em Auditoria Operacional. (Foto Evilázio Bezerra / O POVO)
Os administradores da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) e do Instituto de Saúde Hospitalar (ISGH) deverão apresentar um plano de ações de melhorias hospitalares ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) em até 60 dias. O objetivo da proposta, resultado da Auditoria Operacional executada pela Gerência de Fiscalização de Licitações e Contratos (Gefilc), é aperfeiçoar a gestão das Unidades Hospitalares de Média e Alta Complexidade e melhorar serviço de saúde à sociedade. 

O Plano de Ação deve contemplar as 11 recomendações propostas pela unidade técnica do Tribunal, contendo as medidas necessárias para implementá-las, bem como os responsáveis por sua exececução e os prazos para a implementação. O objetivo é sanar fragilidades encontradas durante a Auditoria Operacional.

A Auditoria Operacional foi realizada em cinco unidades hospitalares: Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital Geral Dr. César Cals de Oliveira (HGCC), Hospital Dr. Waldemar de Alcântara (HGWA), todos em Fortaleza; Hospital Regional Norte, em Sobral (HRN) e Hospital Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte, nas classificações: Porta Aberta (PA) - que são os pronto-atendimentos e o pronto-socorros - e Porta Fechada (PF), em que a população não pode ir até o local por conta própria em busca de atendimento, precisando de encaminhamento. 
 
Redação O POVO Online